Mobilidade

Novos barcos elétricos para a frota da Transtejo podem chegar já em dezembro

Governo assegura que a maior parte da nova frota de navios elétricos irá chegar durante o próximo ano
Texto
Novos barcos elétricos Transtejo/Soflusa
Novos barcos elétricos Transtejo/Soflusa

Até ao final do ano de 2023 a Transtejo irá receber oito dos 10 novos barcos elétricos previstos para assegurar as ligações entre as margens do rio Tejo em Lisboa, num investimento de 52,4 milhões de euros. Os primeiros podem chegar inclusive já a partir de dezembro.

Em declarações reproduzidas pela agência Lusa, o secretário de Estado da Mobilidade Urbana, Jorge Delgado, assegurou que a renovação da frota da Transtejo irá ocorrer já a partir do final de 2022 e culminará com um total de 10 novos navios elétricos que irão chegar até 2024.

Ainda de acordo com o Governo, os quatro primeiros navios elétricos começam a chegar e a operar entre dezembro próximo (estava prevista para meio de 2022) e até julho de 2023. Outros quatro irão chegar até ao final do próximo ano e os últimos dois desta tranche serão recebidos em 2024.

barcos eletricos - AWAY
Representação novos barcos elétricos (Imagem:  TTSL)

Para além dos novos barcos que irão assegurar a travessia do Tejo com uma locomoção mais sustentável, Jorge Delgado avançou que as baterias e os postos de carregamento estão também já contratados.

A Transtejo-Soflusa já tinha assegurado em agosto que os novos navios elétricos irão entrar em funcionamento “após a sua chegada e a formação das respetivas tripulações”.

Os navios estão a ser produzidos pelos estaleiros espanhóis da Gondán

Os navios elétricos da Gondán

De acordo com o noticiado pela AWAY em março, a Transtejo revela que o investimento numa frota de navios ambientalmente sustentável, dotada de um sistema de propulsão 100% elétrico, com consumos energéticos inferiores às dos navios atuais e sem emissões de gases nocivos para a atmosfera vai ao encontro à estratégia nacional para a descarbonização.

Os 10 navios de propulsão elétrica serão especificamente concebidos pelos Estaleiros Gondán para as necessidades de operação da Transtejo, ou seja, serão resultado de um projeto de execução específico.

barco elétrico Gondan - AWAY
A Godan tem vários projetos em navegação, como este "eco fast ferry" (foto: Gondán)

A propulsão dos navios será do tipo “Battery System”, baseado em acumuladores e motores elétricos, com capacidade suficiente de carga para permitir uma operação diária com carregamentos nos terminais.

A Transtejo assegura as ligações fluviais a Lisboa a partir de Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, enquanto a Soflusa liga o Barreiro ao Terreiro do Paço, em Lisboa.

(Fotos: Gondán e Transtejo)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Sabias que 1 em cada 4 EV utilizam baterias da Coreia do Sul?
Preço da gasolina e do gasóleo desce na próxima segunda-feira. Vê aqui
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa