Energia

Hidrogénio verde, azul, cinza, rosa ou turquesa, sabes as diferenças?

As indústrias procuram no hidrogénio uma solução energética que possa substituir os combustíveis fósseis
Texto
Central nuclear, energia para produção de hidrogénio (foto: Jim Mone/AP)
Central nuclear, energia para produção de hidrogénio (foto: Jim Mone/AP)

Quantas vezes já leste ou ouviste falar em hidrogénio verde ou hidrogénio azul e ficaste sem perceber muito bem quais as diferenças. Para piorar o cenário existem referências a hidrogénio cinzento, rosa e até, em alguns locais, turquesa! Vamos olhar para esta paleta de cores e explicar as principais diferenças.

Algumas indústrias em especial na área da energia, mobilidade e química estão empenhadas na pesquisa por soluções de hidrogénio de forma a que possam reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) ou gases igualmente nocivos para a atmosfera.

comboio a hidrogénio - away
Talgo Vital-One comboio de alta velocidade a hidrogénio (Imagem: Talgo)

Mas o hidrogénio apesar de poder ser encontrado de forma abundante em todo o mundo, tem alguns problemas. Para além da maior complexidade de armazenamento e distribuição, o processo de produção em larga escala é também responsável pela emissão em larga escala de partículas como o CO2.

Por isso mesmo e de forma a identificar o tipo de hidrogénio (em função da forma como é gerado) começou-se então a registar a proveniência identificando-a por cores e assim, desta forma, refletindo da melhor forma a sua verdadeira pegada ambiental.

Toyota Mirai a hidrogénio - AWAY
Toyota Mirai veículo a hidrogénio (foto: Shizuo Kambayash/AP)

As aplicações do hidrogénio, para além da indústria como fonte energética de massa para substituição, por exemplo, do carvão ou do gás natural, estão a ser pensadas em particular para o setor da mobilidade, como é o caso da aviação, ferrovia, marítima e acima de tudo automóvel (vê aqui um exemplo do futuro com o Renault Scénic Vision a hidrogénio).

Hidrogénio verde o que é?

Todo o hidrogénio que seja produzido recorrendo apenas a fontes de energia renováveis, como através de alimentação por energia solar, hídrica ou eólica é designado por hidrogénio verde.

Para o produzir é necessário um processo de eletrólise que separa a água em hidrogénio. Depois são necessárias tubagens e locais de armazenamento especiais face ao caráter sensível do hidrogénio.

abastecimento hidrogénio - AWAY
Posto de abastecimento de hidrogénio (foto: Toby Talbot/AP)

Hidrogénio cinzento versus hidrogénio azul

O hidrogénio cinzento e azul são extraídos normalmente a partir do carvão ou do gás natural (combustíveis fósseis). Para simplificar dizemos apenas que isto é feito, entre outras coisas, utilizando um método com vapores de metano. E o problema do metano é que este gás é mais nocivo para a atmosfera do que o dióxido de carbono.

Mas há aqui uma diferença importante entre os dois. O hidrogénio azul é aquele cujo processo de produção aproveita e captura o dióxido de carbono emitido e volta a injetá-lo em locais de armazenamento. Como não é expelido para a atmosfera é um passo importante antes de se conseguir a transição para o hidrogénio verde.

autocarro a hidrogénio - AWAY
Autocarro a hidrogénio / fuel cell (foto: Bob Child/AP)

Hidrogénio azul turquesa

Também chamado de hidrogénio de baixo carbono, o hidrogénio azul turquesa ou azul marinho como também poderás ver escrito, utiliza um processo de produção designado de pirólise recorrendo ao gás natural (fóssil).

De uma forma simplista podemos dizer que durante a produção o gás passa por metal fundido e dessa ação surge a solidificação de carbono que pode ser utilizado como subproduto em particular na indústria das fibras de carbono.

abastecimento de hidrogénio - AWAY
Abastecimento de hidrogénio (foto: Michael Sohn/AP)

Até há um hidrogénio cor-de-rosa

Talvez porque os cientistas já não tinham muitas ideias ou porque o processo não tem propriamente uma cor que o possa definir, o hidrogénio rosa ou hidrogénio cor-de-rosa é aquele que cuja produção, via eletrólise recorre a uma fonte de energia nuclear.

Este processo não emite dióxido de carbono durante a produção, no entanto existe o problema do armazenamento dos resíduos nucleares.

Agora que já conheces as diferentes cores de hidrogénio deixe que acrescente apenas que os carros a hidrogénio, tal como os elétricos ou plug-in híbridos, para poderem ser considerados completamente ecológicos, será necessário que possam ser fornecidos por estações que são abastecidas com hidrogénio verde.

Só assim poderão fazer a diferença e ser considerados veículos 100% livres de emissões em circulação.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Europa bate recorde de produção de energia eólica e solar
Preço dos combustíveis com forte descida na próxima semana
Radares da PSP para o mês de fevereiro: onde vão estar em todo o país