Mobilidade

52 mil milhões de dólares para aumentar produção de microchips nos EUA

Senado dos EUA acaba de aprovar um apoio de cerca de €46,8 mil milhões para apoiar a indústria dos semicondutores
Texto
Microchips
Microchips

A falta persistente de microchips ou semicondutores tem afetado nos últimos dois anos todo o setor da eletrónica e automóvel.

Ciente da importância de ambas as indústrias, mas acima de tudo do peso do automóvel como um dos motores da economia local, o Senado norte-americano (câmara alta) acaba de aprovar um pacote de subsídios, para os produtores de microchips no valor de 52 mil milhões de dólares (sensivelmente 46,8 mil milhões de euros).

Este apoio é também uma forma do Senado dar um forte sinal de empenho no aumento da competitividade das empresas americanas face às chinesas, que, nesta área, tem dominado grande parte do mercado.

De acordo com a Reuters, os Estados Unidos tinham uma quota de mercado de produção de microchips de 40% há cerca de duas décadas e hoje ronda apenas os 12% da produção mundial.

Várias fábricas nos Estados Unidos da América e em todo o globo já enfrentaram paragens de produção devido à escassez dos semicondutores.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Ponte Vasco da Gama encerrada ao trânsito na próxima madrugada
O futuro pode não ter sequer volante e vai ser mais sustentável
Combustíveis: gasóleo e gasolina descem segunda-feira... mas pouco