Sustentabilidade

Índice de sustentabilidade Dow Jones: EDP em primeiro lugar entre elétricas

Boas práticas na área da sustentabilidade valem lugar de destaque a nível internacional para a EDP
Texto
Parque solar flutuante no Alqueva
Parque solar flutuante no Alqueva

A EDP alcançou a melhor pontuação entre 180 empresas participantes, como a companhia elétrica integrada mais sustentável no índice Dow Jones que avalia as boas práticas de sustentabilidade.

De acordo com o comunicado da energética, a classificação final de 90 pontos (em 100 possíveis), representa o primeiro lugar no S&P Dow Jones Sustainabiity Index (DJSI na sigla em inglês), bem acima da média do setor, que é de 50 pontos, relevante num universo onde foram apenas admitidas oito empresas do setor energético integrado de todo o mundo.

Parque solar Alqueva - AWAY
Parque solar no Alqueva (foto: EDP)

A EDP é a única empresa portuguesa a integrar o DJSI há quinze anos consecutivos e destaca a boa prestação entre o critério Governance & Económica, nomeadamente o impacto do parque solar do Alqueva, entre outros, entre as dimensões de sustentabilidade ambiental, social e corporativa (ESG).

Na edição deste ano – que voltou a bater recordes de participação e de entradas nos índices de sustentabilidade – foram analisadas 3.519 companhias do S&P Global Broad Market Index (num total de 3.562 convidadas a participar na avaliação), distribuídas por 24 setores de atividade.

Para integrar o DJSI World foram selecionadas 332 companhias, estando a EDP entre as oito utilities elétricas reconhecidas. A nível europeu, o DJSI Europe selecionou 153 empresas, entre as quais estão cinco utilities elétricas, sendo uma delas a EDP (que também já integra este índice há 13 anos).

O Dow Jones Sustainability Index é uma referência mundial na área da sustentabilidade e foi criado em 1999 como o primeiro benchmark do desempenho não-financeiro para empresas cotadas a nível global. Além dos indicadores económicos e financeiros, este índice avalia critérios como a transparência, o governo societário, a gestão do risco, as relações com os diversos stakeholders, a responsabilidade socioambiental, entre outras vertentes de ESG.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Aquecimento global pode afetar 3,6 mil milhões de pessoas
O futuro da mobilidade elétrica pode ser um bilugar bem radical
7 dicas para combater a humidade e bolor em casa