Atualidade

Seca: chuva leva água ao algarve e regantes pedem alívio nas restrições

Restrições do uso de água na agricultura estão em vigor desde o início do ano
Texto
Algarve (Foto: B. Freeman/Flickr)
Algarve (Foto: B. Freeman/Flickr)

A Páscoa levou a chuva para o Algarve e o nível das albufeiras subiu. Agora os regantes da região pedem ao Governo que alivie as restrições ao consumo de água na agricultura, impostas devido à seca.

Em declarações à Lusa, João Garcia, da Associação de Regantes e Beneficiários de Silves, Lagoa e Portimão, e Macário Correia, da Associação dos Beneficiários do Plano de Rega do Sotavento do Algarve, disseram que as barragens algarvias têm mais água do que no início do ano, quando foram impostas reduções ao consumo na agricultura (25%) e no setor urbano (15%), e a água proporcionada pelas últimas chuvas permite aliviar as restrições.

João Garcia disse que as chuvas de janeiro, fevereiro e dos últimos dias de março criaram uma realidade diferente da que levou à aplicação dos cortes, frisando que “foi reposta muita água” nas albufeiras com as últimas chuvas, “tanto no barlavento como no sotavento [este]”, e os níveis estão iguais aos do mesmo período do ano anterior.

Barragem no Algarve - AWAY
Barragem do Arade, Algarve (foto: Vitor Oliveira/Flickr)

Nesse sentido, o presidente da associação de regantes de Silves, Lagoa e Portimão espera que a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) entre em contacto com as associações no sentido de reavaliar os cortes anunciados.

Macário Correia tem a mesma postura, salientando que as últimas chuvas no Algarve trouxeram um cenário diferente e abriram margem para rever as restrições, embora mantendo o foco na eficiência hídrica.

Assinalou ainda que as medidas aplicadas no perímetro de rega do sotavento reduziram o consumo em 27%, comparativamente com igual período do ano anterior, e observou que, com as últimas chuvas, “não vai ser preciso regar de uma forma regular nas próximas semanas”, exceto para rega de adubação.

“Isto significa que [agora] se pode fazer uma rega quase normal e o Governo deverá, conjuntamente com a APA e a Direção-geral de Agricultura, tomar medidas nos próximos dias de forma a rever, atualizando às circunstâncias atuais, aquelas que foram as orientações traçadas em janeiro e em fevereiro”, concluiu.

Mais sobre o tema na reportagem do TVI Jornal.

Este e outros conteúdos disponíveis no TVI Player.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar na próxima semana de 22 a 28 de abril
Mundo vive branqueamento em massa de corais pela segunda vez em 10 anos
Vê como fica o preço dos combustíveis na próxima semana