Energia

Abençoada chuva e vento: Portugal consome energia verde há 24 horas

Produção em alta de energia eólica e hídrica permitem maior consumo de renováveis
Texto
Barragem Castelo de Bode (DeAgostini/Getty Images)
Barragem Castelo de Bode (DeAgostini/Getty Images)

A energia renovável está em alta em Portugal. Aproveitando as condições favoráveis de vento e chuva, o consumo de eletricidade em Portugal está a ser assegurado na totalidade por fontes renováveis, sobretudo energia eólica e hídrica, desde as 22h30 da passada sexta-feira.

Dados divulgados este domingo de manhã (29 de outubro), pela Redes Energéticas Nacionais (REN), referem que entre as 22h30 horas de 6.ª feira (dia 27 de outubro) e as 24h00 horas de sábado (período de 25 horas e 30 minutos), foram gerados 97,6 gigawatts-hora (GWh) de energia eólica, 6,6 GWh de energia solar e 68,3 GWh de energia hídrica, que asseguraram assim um consumo de 137,1 GWh.

A confirmar-se a previsão meteorológica para hoje, tudo aponta para que a situação se mantenha e se registe todo um fim-de-semana com 100% de produção através de fontes renováveis e manutenção da exportação de excedentes de produção de energia para Espanha.

renováveis - away
Parque solar e eólico - imagem ilustrativa - (foto: Freepik/DR)

Gás natural assegura segurança do abastecimento

Ainda de acordo com os dados da REN, desde as 9 horas de terça-feira, dia 24 de outubro, que o consumo de eletricidade em Portugal é assegurado por energias renováveis, apesar de recorrer à importação de eletricidade de Espanha em alguns períodos do tempo, por oportunidade de mercado, garantindo que os consumidores nacionais têm acesso à energia mais barata no mercado ibérico de eletricidade em todas as horas do dia.

A passagem a exportação plena decorreu na sexta-feira, dia 27 de outubro, pelas 17 horas, momento em que Portugal passou a exportador de eletricidade em 100% do tempo. No entanto, por questões de reserva e equilíbrio entre a geração e o consumo, entraram em operação dois grupos em duas centrais térmicas de ciclo combinado a gás natural no dia 27 de outubro, entre cerca das 16h00 e as 22h30, findas as quais o consumo de eletricidade em Portugal passou a ser abastecido com produção 100% renovável, e ainda com saldo exportador para Espanha.

A REN refere que a disponibilidade das centrais térmicas a gás natural garante ao Sistema Elétrico Nacional a necessária continuidade de serviço, sempre que necessário, por questões de equilíbrio dos mercados ou segurança de abastecimento ou ainda, por pontualmente constituírem uma solução de produção com preço mais reduzido, viabilizando a transição segura e sustentável para um Sistema Elétrico progressivamente cada vez mais assente em fontes de produção renováveis.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Hyundai apresenta primeiro camião a hidrogénio com condução autónoma
Segurança rodoviária: 9 peças de roupa a evitar quando se está ao volante
Projeto português cria vidro que produz eletricidade a partir da luz solar