Mobilidade

Peugeot, Citroën e Opel a hidrogénio vão ser fabricados em grande escala

Expansão de fábrica de Hordain permitirá a produção em série de modelos comerciais do grupo Stellantis equipados com pilha de combustível
Texto
Stellantis avança para produção em série de comerciais a hidrogénio
Stellantis avança para produção em série de comerciais a hidrogénio

O grupo automóvel Stellantis vai passar a produzir em série comerciais ligeiros movidos a hidrogénio. Os modelos Peugeot Expert, Citroën Jumpy e Opel Vivaro equipados com pilha de combustível vão começar a sair da fábrica de Hordain a partir de 2024.

A unidade situada na região francesa de Hauts-de-France foi alvo de um investimento no valor de 10 milhões de euros (com apoio do governo francês), o qual viabilizou a criação de uma nova área de 8000 m2, exclusivamente dedicada à parte final da montagem dos modelos alimentados a hidrogénio.

Fábrica da Stellantis de Hordain - AWAY
Fábrica da Stellantis de Hordain

Antes de chegarem às novas instalações, os veículos a hidrogénio serão construídos na linha de produção “multienergias” da fábrica, que já produz diariamente os furgões médios equipados com motor elétrico e de combustão. As fases habituais de pintura e de montagem ocorrem também em conjunto com estes.

Na nova seção, à espera dos modelos a hidrogénio, estará a equipa responsável por instalar o depósito, as baterias adicionais e a pilha de combustível. Irá fazê-lo numa linha de produção específica, o que permite reduzir para metade o tempo face ao processo anteriormente feito em pequena escala, na fábrica de Rüsselsheim.

A partir de 2024 a Stellantis espera produzir anualmente 5000 veículos comerciais com pilha de combustível a partir da fábrica de Hordain. Nesta laboram atualmente 2440 colaboradores em três turnos, registando-se uma produção diária de 628 veículos.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Cortiça portuguesa no interior dos elétricos Mobilize
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana