Mobilidade

Apoios estatais a carros elétricos chineses vão ser investigados

Comissão Europeia quer investigar subvenções que permitem apresentar preços baixos
Texto
Carro elétrico chinês NIO ET5 (foto: divulgação)
Carro elétrico chinês NIO ET5 (foto: divulgação)

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou hoje a abertura de uma investigação contra apoios estatais para automóveis elétricos provenientes da China.

Em declarações proferidas durante o debate do Estado da União, no Parlamento Europeu, em Estrasburgo (França), Von der Leyen reconhece a importância do setor dos veículos elétricos, salientado o facto de ser uma indústria essencial à transição energética, mas coloca dúvidas sobre a forma como os construtores chineses estão a conseguir colocar carros com preços baixos no mercado europeu.

“Os mercados globais estão hoje inundados por carros elétricos chineses que são mais baratos.” – refere a presidente da Comissão.

A alta responsável europeia vai ainda mais longe e deixa a ideia que os preços dos veículos elétricos de construtores chineses mantêm-se “artificialmente baixos através de subvenções estatais gigantescas”.

xpeng - away
Veículos elétricos chineses X-Peng (foto: divulgação)

Por isso, Von der Leyen anunciou que “a Comissão vai abrir uma investigação contra as subvenções para automóveis elétricos provenientes da China”, uma vez que os subsídios estão “distorcer” o mercado europeu.

De acordo com a Reuters, a Comissão vai agora estabelecer um prazo de 13 meses para determinar se avança para uma imposição de tarifas adicionais, mas na memória ainda está uma questão similar com a produção de painéis solares chineses que levou quase a uma guerra comercial há 10 anos.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Férias à vista: estas praias portuguesas têm as águas mais limpas do país
Legumes e frutas a estragar? Vê como prolongar a sua vida e evitar que acabem no lixo
5 dicas para usares tecnologia de forma ambientalmente responsável