Mobilidade

China aperta regras de emissões poluentes e ultrapassa Europa

Nova norma China VI b entra em julho deste ano e supera norma Euro7 que só chega em 2025
Texto
Carros em centro de cidade na China (foto: Freepik/DR)
Carros em centro de cidade na China (foto: Freepik/DR)

Longe vão os tempos que a China era conhecida por ter regras pouco amigas do ambiente no que respeita às emissões de gases dos automóveis. A partir de julho a introdução da norma China VI b é inclusive mais restrita do que o previsto para a Europa em 2025.

O novo regulamento chinês incide em especial sobre o controlo de emissões de monóxido de carbono e óxidos de azoto, onde se destacam as diferenças para a Europa. A não conformidade com a nova Norma China VI b ou China 6b irá ter como consequência a proibição de venda, produção ou importação de veículos para a China que não cumpram os requisitos.

china - away
A poluição automóvel ainda é um problema na China, em especial em cidades mais remotas (foto: Fred Dufour/AFP/GettyImages)

Norma chinesa de emissões de gases supera Euro7

Nos últimos anos a introdução de normas europeias como a atual Euro 6 ou a já aprovada e restritiva Euro 7 (que apenas entra em vigor em 2025), é seguida pelas autoridades chinesas que atualizam as suas normas em função da Europa, ainda que com algum atraso.

Mas o anúncio da introdução da Norma China VI b já a partir de julho 2023 mostra uma norma mais robusta, com implicação em testes reais de estrada e que até supera o aprovado para a norma Euro7.

china - away
Carros em centro de cidade na China (foto: Freepik/DR)

A grande diferença irá residir na concentração admissível de partículas de óxido de azoto (NOx) por quilómetro. Enquanto a futura norma Euro7 – considerada muito restritiva pelos construtores europeus – admite 60 mg/km de NOx, a norma China 6b irá admitir apenas 35 mg/km de NOx.

O recado aos construtores mundiais está dado: a China toma a liderança e restringe de forma séria a introdução no país de veículos importados ou produzidos localmente que não sigam a nova norma.

De acordo com informações recolhidas junto da imprensa chinesa a partir de julho poderão estar em risco cerca de 2 milhões de veículos em todo o país.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar na próxima semana, de 15 a 21 de abril
Mais uma marca chinesa em Portugal. XPeng chega já este ano
Robotáxi elétrico da Hyundai passou no exame de condução… mesmo sem condutor