Opinião
Pavlina Chandras
Pavlina Chandras, COO da Livensa Living, conta com mais de 20 anos de experiência em gestão na área do imobiliário em ambientes internacionais e multiculturais. É responsável pela área de vendas, marketing e operação de ativos das residências Livensa Living

Mais do que um espaço para viver, uma solução sustentável

Empresas e clientes colocam sustentabilidade no centro das decisões.
Texto
Pavlina Chandras, COO Livensa Living 24 (foto: divulgação)
Pavlina Chandras, COO Livensa Living 24 (foto: divulgação)

Cada vez mais, o sucesso de uma empresa está dependente da sua capacidade de se adaptar e dar resposta não só às necessidades dos seus clientes, mas também às suas preocupações. A sustentabilidade tem-se assumido como um dos principais pilares das empresas, que começam a trabalhar ativamente na sua responsabilidade social no setor ambiental.

Tal como fazem na hora de escolher bens de consumo como roupa, carros ou alimentação, também para escolher onde vão viver, os consumidores, principalmente os mais jovens, começam a procurar alojamentos onde a sustentabilidade também esteja assegurada com soluções mais eficientes e ecológicas.

O setor imobiliário aumenta assim a sua preocupação em ser ecofriendly, seja em imóveis para habitação individual, hotéis, edifícios empresariais ou residências universitárias. A construção e renovação de edifícios obedece hoje a regras específicas na escolha dos materiais e no uso de energias renováveis ou de menor consumo, essenciais para a sustentabilidade do planeta.

Apesar de toda a inovação já desenvolvida com torneiras automáticas, controlo individual de iluminação, ventilação e temperatura ou até a criação de espaços verdes permitir ter edifícios mais eficientes, muitos destes aspetos passam despercebidos à primeira vista. Para ajudar os consumidores a identificarem os edifícios que utilizam materiais e práticas ecológicas, têm sido atribuídos distintivos que dão esta garantia, como é o caso do selo BREEAM. Criado em 1990, o BREEAM foi o primeiro sistema de avaliação internacional a atestar a sustentabilidade dos edifícios e ainda hoje é uma garantia para empresas e consumidores que procuram um edifício sustentável e eficiente.

porto campus - away
Livensa Living - Coimbra (foto: divulgação)

Apesar da importância desta garantia, cada vez mais os jovens procuram nos sítios onde vivem comunidades que sejam ativas na promoção destes valores. Neste âmbito, o setor imobiliário tem percebido também que não basta que o produto que comercializa seja sustentável, mas que deve assumir um papel na construção do futuro das sociedades.

Atentemos no caso das residências estudantis, que não devem ser encaradas com apenas um lugar para viver, mas sim como espaços de convívio e de comunidade. O que se comercializa não é apenas um quarto, eficiente, sustentável, que responda às preocupações dos estudantes que lá vivem; mas é também um espírito de comunidade que ajuda os jovens a desenvolverem-se enquanto líderes do futuro.

A minimização do consumo de água e eletricidade e da produção de resíduos são, por exemplo, objetivos comunitários promovidos nestas residências. Ao mesmo tempo, a dinamização de workshops com temáticas ambientais é também frequente, seja para ensinar a reutilizar ou recuperar um artigo ou para aprender a cozinhar, promovendo o desperdício zero.

À semelhança do que acontece também com as empresas, estas comunidades estudantis procuram estar cada vez mais envolvidas com a sociedade, dando resposta ao que são as preocupações de quem lá vive. Atividades como replantação de árvores, recolha de lixo nas praias ou plantação de hortas urbanas permitem participar na construção de um futuro sustentável na área onde as próprias residências se inserem.

As empresas começam a reconhecer que o seu futuro passa por estarem alinhadas com as preocupações e interesses dos seus clientes, também no setor imobiliário. Apesar de a escolha dos produtos e técnicas de produção usadas serem importantes, o papel social das empresas assume cada vez mais uma importância significativa na hora de escolher um produto ou serviço, principalmente quando é um espaço para viver.

Pavlina Chandras escreveu esta crónica a convite da AWAY Magazine

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
7 conselhos para conduzires em segurança em dias de chuva
Novo Dacia Spring traz novo design e mais equipamentos
Circulação de comboios na Linha de Cascais com cortes este fim de semana