Mobilidade

Dos smartphones para a mobilidade: Xiaomi mostra o seu carro elétrico

Xiaomi SU7 poderá ter autonomia de 1200 km e vem equipado com nova tecnologia da gigante chinesa
Texto

A Xiaomi deu oficialmente os primeiros passos no mundo da mobilidade sustentável. A marca chinesa de tecnologia aproveitou os últimos dias de 2023 para dar a conhecer a sua tecnologia Xiaomi EV (Electric Vehicle) e aquele que será o seu primeiro veículo 100% elétrico, o Xiaomi SU7.

O Xiaomi SU7 é apresentado com o primeiro veículo Xiaomi EV. Trata-se de um “sedan ecológico de alto desempenho de tamanho normal” e prima pela autonomia, segurança e desempenho, refere a marca.

O primeiro veículo elétrico da Xiaomi surge com três opões de motor, o HyperEngine V6/V6s e HyperEngine V8s, desenvolvidos e fabricados de forma independente. O mais potente será o V8 com uma potência de 425 kW e um binário máximo de 635 N-m. De acordo com a Xiaomi, este motor elétrico estabelece um recorde mundial. Os V6 e V6s são desenvolvidos pela Xiaomi, sendo que o primeiro tem 299 PS de potência máxima e o segundo 374 PS.

O Xiaomi SU7 Max vai dos zero aos 100 km/h em 2,78 segundos e atinge a velocidade máxima de 265 km/h.

A bateria é também um ponto de destaque no novo SU7 da Xiaomi. A marca chinesa desenvolveu a Tecnologia de Bateria Integrada CTB o que, explica, apresenta uma eficiência de 77,8%, a mais elevada das baterias CTB em todo o mundo. Tem uma autonomia teórica de recarga CLTC superior a 1200 km.

Já no campo da tecnologia de software inteligente, a Xiaomi aposta na condução autónoma. O Modelo Fundamental de Mapeamento de Estradas consegue perceber cenários de cruzamento complexos e hábitos de condução experientes, o que permite que mude de forma inteligente para trajetórias de condução mais razoáveis, e o Super-Res reconhece obstáculos irregulares.

Xiaomi SU7 - AWAY
Xiaomi SU7 (foto: divulgação)

Porque o ponto principal é quem ocupa o carro, o SU7 vem com a chamada Smart Cabin, com uma consola central 3K, um ecrã UHD, um painel de instrumentos rotativo e dois suportes de extensão do encosto do banco que permitem a montagem de dois dispositivos tablet.

Além de o sistema operativo do automóvel integrar as principais aplicações, incluindo as para tablet Xiaomi, suporta integração com mais de mil dispositivos domésticos inteligentes Xiaomi e com o CarPlay.

A Xiaomi já tinha anunciado que estava a trabalhar na área da mobilidade elétrica. Em 2022 chegou a ser noticiado que a marca chinesa tinha-se associado à BAIC para lançar veículos elétricos.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Parte do plástico em Portugal é reciclado com recurso a energia solar
Vais comprar pão? 6 dicas para aproveitares até à última migalha
Quanto tempo demora o Citroën ë-C4 X a percorrer 1000 quilómetros?