Sustentabilidade

Rally de Portugal vai compensar emissões de carbono da prova

Emissões provenientes dos 120 mil litros de combustível consumidos durante o evento vão ser compensadas pelo bp Target Neutral

São quatro dias de prova e mais de 120 mil litros de combustível consumidos. Como tal, o evento que irá atrair milhares de pessoas, deixa também a sua marca ambiental se nada for feito para contrariar. Assim, a WRC Vodafone Rally de Portugal vai ver as emissões de carbono da prova compensadas através do programa de compensação carbónica da bp Portugal, o Target Neutral.

A compensação será feita às emissões de carbono calculadas do consumo de combustível durante a prova.

Em comunicado, a organização explica que o bp Target Neutral “retirará a quantidade equivalente de créditos de carbono, gerados por projetos globais que reduzem as emissões, alguns dos quais contribuem para melhorar a vida de milhões de pessoas através de um melhor acesso à energia, saúde, educação e emprego.”

A estimativa de 120 mil litros de combustível foi feita pela ACP e inclui o consumo de todos os veículos presentes, desde carros de competição, organização, controlo, segurança, helicópteros, GNR e bombeiros.

Há alguns anos que a WRC Vodafone Rally de Portugal procura ter boas práticas ambientais, tendo recebido em 2017 o nível máximo de acreditação ambiental por parte da Federação Internacional do Automóvel (FIA), o Achievement of Excellence. Desde 2018, que esta acreditação ambiental é obrigatória para todos os ralis do campeonato do mundo.

Este ano, no WRC Vodafone Rally de Portugal vão participar pela primeira vez modelos do Rally 1 que são híbridos elétricos. O símbolo HY nas laterais dos veículos identificam estes modelos.

(Fotos: EPA/José Coelho e Lusa/Paulo Novais)

Continuar a ler
Home
Combustíveis: gasóleo vai finalmente descer na próxima segunda-feira
Supervan desportiva de entregas rápidas com 1.470 kW
Carros elétricos usados. Uma boa opção? O que ter em conta?