Sustentabilidade

Nova ETAR vai beneficiar 4100 habitantes do distrito de Setúbal

Infraestrutura contempla uma linha de tratamento biológico e um sistema de redução de odores
Texto
Rio Sado (foto: Kolforn/ Creative Commons)
Rio Sado (foto: Kolforn/ Creative Commons)

São cerca de 4100 os habitantes do distrito de Setúbal que serão impactados pela Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Ermidas do Sado, cuja construção foi adjudicada à empresa Acciona pela Águas Públicas do Alentejo.

O contrato no valor de 3,1 milhões de euros inclui a gestão do funcionamento da nova infraestrutura pelo período de um ano. Esta ficará localizada no terreno da atual ETAR, a qual continuará a funcionar normalmente durante o decorrer da obra.

A nova instalação terá como função eliminar contaminantes da água para devolvê-la ao meio ambiente sem causar impacto ambiental negativo. Contempla uma linha de tratamento biológico que inclui pré-tratamento e um tanque de laminação, o que reduz a área de superfície da planta e, por sua vez, o impacto visual e ambiental.

ETA do Monte da Rocha - AWAY
ETA do Monte da Rocha (foto: captura @Águas de Portugal)

Em comunicado, a Acciona assegura que este é o primeiro tratamento biológico com estas características que a empresa utiliza em Portugal e sublinha que será também instalado um sistema de redução de odores por meio do uso de um biofiltro de alto desempenho.

A multinacional com sede em Madrid já desenvolveu em Portugal mais de 70 projetos que incluem infraestruturas de todo o tipo (como a ETA do Monte da Rocha, também para a Águas Públicas do Alentejo), bem como ativos imobiliários em tecnologia eólica e fotovoltaica.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Hyundai apresenta primeiro camião a hidrogénio com condução autónoma
Segurança rodoviária: 9 peças de roupa a evitar quando se está ao volante
Projeto português cria vidro que produz eletricidade a partir da luz solar