Mobilidade

Cortiça portuguesa surge em projeto inovador de mobilidade na Alemanha

Novo veículo Monocab que irá circular em linhas ferroviárias inutilizadas usa cortiça portuguesa da Corticeira Amorim
Texto

Há um projeto de mobilidade para zonas rurais da Alemanha que pretende dar uma nova vida às linhas férreas inutilizadas. Chama-se Monocab e tem a particularidade de utilizar a cortiça da Corticeira Amorim.

No Monocab, que é um veículo que se movimenta utilizando apenas um rail, a cortiça portuguesa foi usada com o objetivo de garantir conforto e isolamento térmico, acústico e antivibrático, ao mesmo tempo que ajuda a reduzir a pegada ambiental do veículo.

Monocab com cortiça portuguesa - AWAY
Monocab usa apenas um rail (Foto: We HoW Sky - Peter Wehowsky)

A matéria-prima foi fornecida pela Amorim Cork Composites, unidade especializada em produtos, soluções e aplicações para a indústria aeroespacial, automóvel, construção, entre outros.

Monocab, o veículo autónomo que vai chegar às zonas rurais

O Monocab é um veículo ferroviário compacto e autónomo que tem a particularidade de se deslocar apenas num rail do carril. É também estreito o suficiente para permitir que circulem dois destes veículos em simultâneo, ocupando assim apenas uma linha ferroviária.

O projeto foi concebido pela pela Ostwestfalen-Lippe University of Applied Sciences and Arts, pela Bielefeld University of Applied Sciences, pela Fraunhofer IOSB-INA e pela Landeseisenbahn Lippe com o objetivo de aumentar a mobilidade para o campo, reduzindo assim assimetrias, e de dar uma segunda vida a linhas ferroviárias já não utilizadas. Espera-se também que haja desenvolvimento regional.

Veículo ferroviário Monocab - AWAY
Projeto pretende dinamizar zonas rurais

O primeiro protótipo foi apresentado em outubro de 2022 e nesta primeira criação que inclui a cortiça portuguesa, a cabine destaca-se pelo design sustentável.

De acordo com o site do projeto, o Monocab poderá começar a ser testado regularmente em 2027.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Aquecimento global pode afetar 3,6 mil milhões de pessoas
O futuro da mobilidade elétrica pode ser um bilugar bem radical
7 dicas para combater a humidade e bolor em casa