Mobilidade

12 hélices e autonomia elétrica de 144 km. Estás preparado para voar?

Empresa americana revelou o seu táxi aéreo de última geração. É autónomo, elétrico e tem capacidade para quatro ocupantes
Texto
eVTOL Wisk de 6ª geração
eVTOL Wisk de 6ª geração

12 anos e mais de 1600 voos de teste depois, a empresa de mobilidade aérea Wisk apresenta a 6ª geração do seu táxi aéreo – o primeiro candidato à certificação FAA (entidade reguladora da aviação civil dos Estados Unidos) de um eVTOL autónomo de transporte de passageiros.

Criada em 2010, a Wisk é uma companhia independente sedeada em São Francisco, apoiada pelas empresas de aviação Boeing e Kitty Hawk, que tem vindo a desenvolver o seu modelo de avião de propulsão elétrica capaz de levantar e aterrar na vertical. O resultado desses anos de desenvolvimento é o eVTOL de 6ª geração, uma aeronave autónoma capaz de transporta quatro passageiros.

Imagem 3D da zona anterior da cabine do Wisk 6

De acordo com a Wisk, o novo modelo é um dos mais evoluídos táxis aéreos do mudo, capaz de superar as mais rigorosas exigências em matéria de segurança, o que o torna numa das formas mais seguras e sustentáveis de voar.

Face às anteriores gerações, o eVTOL de 6ª geração adota um design simplificado com menos peças móveis e sistemas totalmente redundantes. Está equipado com software de ponta, tecnologia de piloto automático já experimentada da aviação civil e múltiplos sensores de deteção e prevenção.

Imagem 3D da zona posterior da cabine do Wisk 6

Equipado com 12 hélices, o novo eVTOL ‘Wisk 6’ tem uma velocidade de cruzeiro de 222 km/h e uma autonomia máxima de 144 km. Apesar de ser totalmente autónomo, os seus voos são supervisionados por operadores humanos que podem intervir na sua trajetória sempre que for necessário.

Ao nível da cabine, a Wisk promete uma configuração tipo automóvel, onde não faltam conforto, amplo espaço para os quatro passageiros e respetiva bagagem e soluções de conetividade. A empresa americana adianta ainda que a aeronave foi projetada para ter um custo de três dólares por passageiro, por milha.

(Fotos: captura site Wisk)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Cortiça portuguesa no interior dos elétricos Mobilize
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana