Mobilidade

Nem os veículos pesados escapam: UE quer cortar 90% das emissões

Comissão europeia apresentou uma proposta para um corte drástico nas emissões de veículos pesados a partir de 2040
Texto
Camiões (foto: Bloomberg via Getty Images)
Camiões (foto: Bloomberg via Getty Images)

Depois da aprovação da lei que limita as emissões de automóveis ligeiros no espaço da União Europeia (UE), a Comissão Europeia acaba de apresentar uma proposta que tem os veículos pesados como alvo.

O organismo europeu pretende que os novos camiões de mercadorias vendidos a partir de 2040 emitam menos 90% de CO2, comparativamente com os valores de 2019, e que os autocarros de passageiros produzam zero emissões já a partir de 2030.

No documento apresentado pela Comissão Europeia é proposto, contudo, que até 2040 existam duas metas intermédias no que diz respeito aos pesados de mercadorias. Estes devem reduzir as suas emissões em 45% a partir de 2030 e, cinco anos depois, subir esse valor para 65%.

Veículo pesado - AWAY
Emissões dos pesados na mira da UE (foto: G. Santos/ Unsplash)

Com esta medida, a UE espera alinhar o sector dos transportes com os seus objetivos de atingir zero emissões líquidas de gases com efeito de estufa até 2050 e de reduzir a procura por combustíveis fósseis importados. Ainda assim, a proposta de cortes nas emissões de veículos pesados não gera consenso.

Do lado das entidades e de alguns países da UE que fazem campanha pelo corte de 100% das emissões, é lembrado que os camiões com motores de combustão interna vendidos em 2040 ainda estarão a circular em 2050, o que põe em causa as metas de descarbonização estabelecidas.

Outras países da UE advogam, no entanto, que 2040 é um prazo muito apertado para impor emissões zero aos fabricantes de veículos pesados, tendo em conta a incerteza sobre quando estarão disponíveis tecnologias livres de emissões para todos os camiões.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Comboios que levitam na linha? Empresa italiana está a testar tecnologia
Radares da PSP. É aqui que vão estar na semana de 24 a 30 de junho
Visita à fábrica da Nissan: sustentabilidade em destaque na produção do Qashqai