Atualidade

Novos limites de velocidade podem ser solução para reduzir emissões de CO2

Autoestradas alemãs podem vir a ter velocidade máxima limitada a 120 km/h
Texto
Autoestrada alemã - limite 120 km/h vel. máxima (foto: Michael Probst/AP)
Autoestrada alemã - limite 120 km/h vel. máxima (foto: Michael Probst/AP)

Um novo estudo publicado na Alemanha revela que as autoridades locais poderiam reduzir drasticamente as emissões de dióxido de carbono (CO2) e outros gases nocivos à atmosfera se implementarem novos limites de velocidade nas autoestradas.

A pressão dos ambientalistas sob o Governo de Berlim é conhecida, mas agora foi a Agência Federal do Meio Ambiente (UBA - original em alemão) que revelou dados que suportam a importância das medidas como forma de combater as alterações climáticas.

autoestrada - away
Autoestrada alemã com neve (foto: Martin Meissner/AP)

De acordo com os dados publicados pela UBA, uma redução do limite de velocidade para os 120 km/h, nas autoestradas onde atualmente não existe restrição, teria como impacto uma redução de cerca de 6,7 milhões de toneladas de CO2 por ano.

Alguns estudos anteriores (que não incluíam todo o tipo de veículos de passageiros, alguns comerciais ligeiros e pesados) indicavam que o resultado poderia ser uma redução de 2,6 milhões de toneladas de emissões de CO2.

O transporte na Alemanha emitiu cerca de 148 milhões de toneladas de CO2 em 2021 ficando 3 milhões abaixo da meta

Há, no entanto, um problema que o UBA salienta. A partir do momento em que os limites de velocidade nas autoestradas forem impostos é expectável um desvio de algum trânsito para estradas secundárias aumentado as emissões em zonas mais populacionais ou rurais.

O Ministro dos Transportes alemão refere que os atuais limites (e a ausência dos mesmos em alguns locais) tem mostrado que o trânsito flui sem acidentes e que, por isso, o Governo tem de ponderar bem se quer mais trânsito em estradas com menores condições de suportar aumento do mesmo.

autoestrada - away
Os países nórdicos tem limites de velocidade mais rígidos (foto: Pixabay)

A Alemanha pode lançar a discussão europeia sobre o tema, embora vários países tenham restrições de velocidade já bastante severas. Mas para o governo alemão a questão ambiental tem de ser uma prioridade já que o país pretende ser neutro em carbono até 2045, uma meta que tem de ser atingida (também) com mudanças nas redes viárias.

Para os ambientalistas a questão parece ganhar um novo ânimo com este estudo, porque até agora mexer em limites de velocidade tem sido tema tabu para o governo.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa