Mobilidade

Comboios de Portugal recebe 117 novas automotoras elétricas a partir de 2026

Aquisição de novas automotoras terá um preço base de 819 milhões de euros e este investimento inclui também uma oficina em Guifões, Matosinhos
CP apresenta concurso para adquirir automotoras
CP apresenta concurso para adquirir automotoras

A CP apresentou os termos para o concurso de aquisição de 117 automotoras elétricas numa cerimónia que teve lugar no parque oficial de Guifões, em Matosinhos. O concurso, que foi aprovado em julho em Conselho de Ministros, contempla um investimento base de 819 milhões de euros.

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, esteve presente e salientou que as empresas que recorrerem à produção nacional vão ser privilegiadas. De acordo com a Lusa, referiu que “só não se exclui quem não vem para Portugal, porque a legislação europeia não permite”.

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas e Habitação

Na análise das propostas, os três principais critérios que vão ser tidos em consideração vão ser a qualidade técnica (com um peso de 56%), o preço e condições de pagamento (com um peso de 21%) e a produção nacional (com um peso de 15%).

Além da aquisição das 117 automotoras, das quais 62 unidades serão para os serviços urbanos e 55 unidades para o regional, também está incluído no objetivo do concurso a construção de uma oficina de manutenção de material circulante, em Guifões. Fica em cima da mesa a opção de aquisição de mais 36 automotoras para o serviço urbano.

O concurso já tinha sido anunciado em junho (ver aqui) tendo agora sido aprovado os termos do mesmo. A adjudicação deverá ocorrer em 2022 e espera-se que os primeiros comboios cheguem em 2026, com a entrega a ser concluída até 2029.

(Foto: José Coelho/Lusa)

Continuar a ler
Home
Elétrico, radical e inovador, conhece este fantástico triciclo
Preço de gasóleo e gasolina volta a descer amanhã
E-bike analisa o nível de poluição no ar enquanto pedalas