Mobilidade

Chinesa BYD deixa de fabricar veículos a gasolina e concentra-se em elétricos

A transição energética na China parece estar em forte aceleração
Texto
Mercado de elétricos na China continua em crescimento - Byd
Mercado de elétricos na China continua em crescimento - Byd

A fabricante de automóveis chinesa BYD anunciou hoje que parou de produzir veículos movidos a gasolina para se concentrar nos modelos elétricos e híbridos.

A empresa disse, num comunicado divulgado pela agência noticiosa oficial Xinhua, que vai continuar a oferecer serviço pós-venda e peças para carros a gasolina da marca que já estão no mercado.

A BYD, que está listada na Bolsa de Valores de Hong Kong, vendeu 104.338 carros em março, dos quais 50.674 eram híbridos e 53.664 totalmente elétricos, segundo dados da empresa.

A fabricante chinesa detém 9% do mercado de veículos elétricos global, atrás da Tesla, do Grupo Volkswagen e da também chinesa SAIC.

A BYD inaugurou em 2020 a primeira unidade de produção de baterias de fosfato ferro-lítio em Manaus, capital do estado da Amazonas, no nordeste do Brasil.

As baterias têm como destino os autocarros eléctricos que a BYD produz numa outra fábrica, em Campinas, no estado de São Paulo, no sudeste do Brasil.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Nem Maldivas, nem Bali. Praia portuguesa considerada a melhor do mundo
Dicas para enfrentar o frio sem gastar muito dinheiro
E se pudesses comer a colher? Esta é em bolacha impressa em 3D