Mobilidade

Já está disponível em Portugal o novo familiar 100% elétrico Mercedes EQE

Aposta na eletrificação, design, tecnologia e sustentabilidade fazem do novo EQE um modelo que vale a pena conhecer
Texto

A Mercedes-EQ aproveitou o espaço ecológico com foco na sustentabilidade oceânica, que dispõe na Nazaré, para revelar e permitir um primeiro contacto dinâmico com o novo veículo familiar elétrico EQE.

O Mercedes-EQ Lounge na Nazaré é um espaço aberto ao público que nasceu com ligação ao oceano de forma a dar continuidade ao projeto e presença da marca alemã no surf de Grandes Ondas. O espaço é 100% sustentável e conta com materiais reciclados (muitos deles recuperados localmente das praias e mar) utilizados quer na construção, quer na decoração de todo o local.

Foi, pois, neste ambiente de responsabilidade ambiental e caráter sustentável que fomos conhecer o novo EQE da Mercedes-EQ, o benjamim do porta-estandarte EQS já aqui revelado há uns meses.

Um formato limousine muito elegante, com pendor musculado, carateriza o novo modelo onde sobressai a pureza de linhas e um espaço interior assinalável. Em destaque está a grelha dianteira com padrão de estrela, faróis com tecnologia digital, design “one-bow” (em seta) e jantes de 19 a 21 polegadas de diâmetro.

Mas verdadeiramente a chamar a atenção está também o que não se vê de imediato: puxadores automáticos embutidos à face da carroçaria e portas de conforto automáticas (fecham com apenas um toque num botão).

A assinatura luminosa traseira é generosa e distinta com grupos óticos em LED com design hélice tridimensional. Há ainda uma versão AMG com spoiler traseiro, jantes e grelha específica e suspensão airmatic de série (pneumática).

A Mercedes aposta na sustentabilidade

Na estrutura do novo EQE é utilizado aço e alumínio reciclado que permite uma redução das emissões de CO2. No interior há novos tipos de pele sustentáveis produzidas à base de fibras de cato, materiais reciclados com utilização de redes recolhidas nos oceanos e materiais inovadores como é o caso da utilização de fibras de bamboo.

Tecnologicamente é quase irrepreensível com um painel de instrumentos com 12,3” em LED Matrix e display tátil central 12,8” em OLED ou o fantástico Hyperscreen que simula um enorme ecrã a toda a largura da consola, tendo, na verdade, três ecrãs multifuncionais de alta definição com 12,3” (painel de instrumentos), 17,7” (central) e 12,3” (passageiro), que albergam o sistema de informação e infoentretenimento MBUX.

O surfista de grandes ondas Garrett Mc Namara é um dos embaixadores da marca

Dados técnicos do novo EQE

O novo EQE recorre um motor elétrico com 215 kW (292 cavalos de potência e 565 Nm de binário no EQE 350+) ou 423 Kw (576 cavalos e 858 Nm de binário máximo no mais desportivo EQE 43 4Matic). A bateria elétrica de iões de lítio é constituída por dez módulos e tem uma capacidade de armazenamento de 90,56 kWh, com a particularidade de permitir atualizações remotas.

No desenvolvimento desta nova bateria a marca apostou na sustentabilidade ao mais alto nível, alterando a química das células com um material ativo otimizado constituído por níquel, cobalto e manganês.

Inclui um sofisticado sistema de gestão térmica e vários níveis de recuperação de energia através da travagem. Neste processo, a bateria de alta tensão é carregada durante a desaceleração ou a travagem do veículo, através da conversão da energia mecânica do rotor do motor/alternador elétrico em energia elétrica.

A autonomia máxima vai de 533 km no EQE 43 a 654 km no 350+ e permite carregamento AC até 22 kW e DC até 170 kW. O EQE 350+ alcança uma autonomia para até 250 km em 15 minutos ou 80% da bateria em apenas 32 minutos. Durante o percurso (maioritariamente em autoestrada) que realizamos conseguimos, com uma condução regrada um consumo de 15 kWh, o que significa que sem grandes preocupações, mas evitando vias rápidas, deverá ser possível circular em média  sempre inferior a 20 kWh.

A segurança é um dos pontos em destaque também no EQE tendo o maior destaque no interior para o aviso adicional de microssono que analisa o movimento das pálpebras do condutor utilizando uma câmara no ecrã do condutor.

Em termos de condução e conforto o destaque recai num eixo traseiro direcionável até 10 graus que facilita as manobras em cidade ao mesmo tempo que assegura maior inserção e agilidade.

O novo EQE está já disponível nos concessionários com preços a partir de 73.800 euros (versão mais acessível a EQE 350+).

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Cortiça portuguesa no interior dos elétricos Mobilize
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana