Mobilidade

Já viste um carro a dançar? Este é elétrico e vem da China

Construtor chinês BYD demonstra em vídeo, de forma original, as capacidades do seu sistema de suspensão ativa
Texto
BYD Yangwang U9 "dançante" (foto: captura YouTube BYD)
BYD Yangwang U9 "dançante" (foto: captura YouTube BYD)

A indústria automóvel não para de nos surpreender. Depois da cada vez mais viável alimentação a hidrogénio, dos modelos movidos a energia solar e da condução autónoma, há agora um carro que dança. A proposta bem original foi apresentada pela marca chinesa BYD.

Sabemos que ao povo chinês não falta capacidade inventiva, mas lançar no mercado um automóvel dançante é, no mínimo, algo bizarro.

Verdade seja dita, não é propriamente para fazer o carro dançar que a BYD desenvolveu um novo sistema de suspensão ativa para os seus modelos elétricos, mas perante a forma como o apresentou, que podes ver no vídeo abaixo, é inevitável a analogia.

No vídeo vemos o modelo desportivo elétrico Yangwang U9 a demonstrar, de forma divertida, as capacidades do sistema conhecido como BYD DiSus Intelligent Body Control System, o qual irá equipar os futuros modelos do construtor chinês.

Tal como outros sistemas do género que vemos aplicados em modelos europeus, o sistema da BYD ajusta-se ativamente para anular o rolamento da carroçaria. Pode reduzir a distância do carro ao solo a determinadas velocidades, para diminuir a resistência aerodinâmica e aumentar a eficiência.

Num outro vídeo, a BYD volta a demonstrar as capacidades da sua tecnologia DiSus com o mesmo modelo Yangwang U9 a circular em três rodas. As imagens pretendem atestar a capacidade adaptativa da suspensão, neste caso com as rodas traseiras e frontal esquerda a suportar a que está em falta.

A BYD, acrónimo para Build Your Dreams (Construa os Seus Sonhos), deverá chegar ao mercado português ainda durante este 2023, com o crossover elétrico Atto 3.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Robotáxi elétrico da Hyundai passou no exame de condução… mesmo sem condutor
Mais um recorde: março de 2024 é o mais quente desde que há registo
Meteorologia: prepara-te que vêm aí temperaturas de verão