Mobilidade

A BYD vende mais carros elétricos do que a Tesla? Verdadeiro ou Falso?

Um veículo elétrico é diferente de um veículo eletrificado. Um consegue circular sempre em emissões zero… o outro não
Tesla vs. BYD
Tesla vs. BYD

A quantidade de pessoas que gostam da Tesla é mais ou menos proporcional aos que não perdem uma oportunidade para atacar a marca de Elon Musk. A BYD (Build Your Dreams) uma das principais marcas chinesas, apoiada pelo multimilionário Warren Buffet, anunciou que foi a marca nº 1 a vender carros elétricos no mundo, no primeiro semestre de 2022 e a comunidade online desatou a disparatar uns a favor da Tesla, outros a favor da BYD.

Mas será mesmo assim? Esta notícia é verdadeira ou falsa? Vamos perceber.

De acordo com o comunicado oficial da BYD, publicado em primeira mão pelo Financial Times, esta marca chinesa vendeu 641 mil veículos elétricos nos primeiros seis meses do ano. Os dados mais recentes da Tesla revelam que, no mesmo período, a marca americana vendeu “apenas” 564 mil carros elétricos. Lendo apenas este parágrafo nem havia mais dúvidas.

Quem não leu a notícia original do Financial Times e, acima de tudo, não teve acesso ao comunicado da BYD, esqueceu-se ou omitiu uma informação fundamental: os 641 mil veículos que a marca chinesa chama elétricos, são na verdade, em bom rigor “veículos eletrificados”.

Isto porque no lote indicado estão incluídos veículos híbridos plug-in, ou seja, tem bateria elétrica e motor de combustão (que quando circula utiliza gasolina). E esses, o mais correto é chamar-lhes híbridos plug-in, sim, para não causar estes mal-entendidos. Ou seja, reforçando, os veículos híbridos plug-in não são 100% elétricos, porque mantêm a presença de um motor a combustão.

A Tesla, desde que nasceu, só vende carros 100% elétricos.

A informação, que muitos duplicaram sem verificar o que de facto foi escrito pela BYD, não está, por isso totalmente correta. A marca que mais veículos 100% elétricos vendeu no primeiro semestre de 2022 foi a Tesla. O "100%" teria feito toda a diferença, a bem da verdade.

E há mais um dado curioso. É que, de acordo com as leis chinesas, a BYD pode continuar a anunciar que é a marca que mais vende carros elétricos e até mais carros “emissões zero”. Isto porque, na China, os veículos plug-in contam como “veículos emissões zero”, o que irá tornar o país rapidamente no topo dos países sem emissões… mas é um truque como já se percebeu...

A confusão também pode ter aparecido pelo facto da BYD ter recentemente anunciado que iria deixar de vender veículos a combustão… também aí existia uma falha (e nós também na AWAY fomos atrás dessa imprecisão), é que, uma vez mais, faltava a palavra “exclusivamente” movidos a combustão, já que a marca irá manter (pelo menos até nova informação) a produção de veículos híbridos plug-in.

Continuar a ler
Home
E-bike analisa o nível de poluição no ar enquanto pedalas
Porsche bate Tesla e estabelece novo recorde elétrico em Nürburgring
E se fosses de balão ao espaço? Descobre aqui o preço de uma viagem de 6 horas