Mobilidade

Como um cinto aquecido pode aumentar a autonomia do teu veículo elétrico

Cinto de segurança aquecido da ZF garante conforto e permite poupar energia num veículo elétrico
Texto

Nos dias frios, quando se entra no automóvel, a tendência normal é ligar o aquecimento. No entanto, num veículo elétrico, esta pequena ação faz com que se use energia que poderia servir para a deslocação. Uma solução para isto poderá ser mudar a fonte de calor e tornar o cinto de segurança aquecido.

A empresa alemã ZF desenvolveu agora um cinto de segurança que aquece entre os 36 e os 40 ºC, pensado para dar calor próximo do corpo, evitando assim que se use o aquecimento do veículo. Será mais um gadget ou esta é de facto uma solução que visa maior conforto e até ser útil no aumento da autonomia de veículos elétricos?

Cinto de segurança aquecido - AWAY
Cinto aquecido evita ligar aquecimento do automóvel (foto: divulgação)

O cinto de segurança da ZF foi criado para veículos elétricos, já que os sistemas de aquecimento destes utilizam a energia que poderia ir para o motor. De acordo com a empresa, aliado a outras formas de calor de contacto, como bancos aquecidos, o cinto poderá permitir um aumento em 15% da autonomia no inverno.

Cinto de segurança aquecido - AWAY
Cinto de segurança gera calor próximo do corpo (foto: divulgação)

O cinto de segurança da ZF é composto por uma fibra especial com condutores de calor de forma a não ser mais grosso do que um cinto convencional. Os circuitos de aquecimento estão posicionados de forma a não interferir com a funcionalidade do produto.

fibra especial - away
O cinto tem incorporado fibras especiais com condutores de calor (foto: divulgação)

A ZF garante que, em termos de segurança, o produto comporta-se e opera de forma idêntica aos cintos instalados hoje em dia, não sendo inferior em termos de proteção dos utilizadores do veículo.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Europa bate recorde de produção de energia eólica e solar
Preço dos combustíveis com forte descida na próxima semana
Radares da PSP para o mês de fevereiro: onde vão estar em todo o país