Energia

Circuito em Itália testa sistema de carregamento de veículos elétricos por indução

Projeto inovador foi desenvolvido em uma pista eletrificada desenhada para carregar carros elétricos sem recorrer a cabos e enquanto estão em movimento
Arena do Futuro para testar carregamento dinâmico sem fios
Arena do Futuro para testar carregamento dinâmico sem fios
PUB

Arena do Futuro, assim se chama um circuito construído especialmente para testar o carregamento elétrico em movimento e por indução. A pista, que vai começar a ser utilizada muito em breve, conta com 1050 metros tem tecnologia de eletrificação e é alimentada com uma potência elétrica de 1 MW. Este projeto é resultado de uma parceria entre várias empresas, instituições e universidades, entre elas a A35 Brebemi e a Stellantis.

Instalada numa área privada da autoestrada A35, em Itália, a Arena do Futuro tem como objetivo mostrar como a tecnologia de transferência dinâmica de energia sem fios – Dynamic Wireless Power Transfer ou DWPT – pode ser a solução para ajudar à descarbonização da mobilidade.

PUB

Com a DWPT é possível carregar um veículo elétrico sem ter de o conectar com cabos, apenas conduzindo-o em pistas, ou faixas de rodagem, preparadas com a tecnologia. Qualquer veículo elétrico pode ser carregado desta forma desde que seja instalado um recetor próprio que transfere a energia da infraestrutura rodoviária para a bateria.

PUB
PUB

Com a pista pronta, começa agora a terceira fase do projeto, a de testes. Para tal, um Fiat 500 elétrico e o autocarro E-Way da Iveco foram adaptados e já percorreram vários quilómetros da Arena do Futuro, mostrando resultados encorajadores.

A participação da Stellantis neste projeto insere-se na estratégia de eletrificação da empresa que pretende desenvolver não só veículos elétricos de qualidade e com velocidades de carregamento ultrarrápidas, mas também um ecossistema para suportar a eletrificação.

Continuar a ler
Home
Comprar um veículo elétrico em segunda mão. Prós e contras
Preço dos combustíveis com aumento na 2ª feira
Descobre como a resiliência fará parte das smartcity do futuro