Energia

Ford estabelece parceria para diminuir custo de produção de baterias

Com a colaboração da empresa Redwood Materials, vai ser possível recuperar metais raros de baterias usadas e integrá-los na produção de novas unidades
Elementos de baterias
Elementos de baterias
PUB

A Ford acaba de anunciar a nova parceria que estabeleceu com a Redwood Materials para a criação de um ciclo fechado de reciclagem de baterias usadas em veículos elétricos. O principal objetivo do acordo firmado entre o construtor automóvel e a empresa especializada na produção de materiais para baterias é tornar os veículos elétricos mais sustentáveis e acessíveis para os consumidores americanos.

Para o conseguir, as duas organizações vão colaborar na criação de opções de reciclagem para veículos em fim de vida, no incremento da reciclagem de baterias de iões de lítio e no aumento da produção de baterias em território americano. A Ford pretende, assim, reduzir a dependência do fornecimento de materiais fora dos Estados Unidos, ao mesmo tempo que diminui a necessidade de extração de novas matérias primas, por forma a tornar a produção de baterias num processo mais sustentável do ponto de vista ambiental.

PUB

Com a reciclagem de baterias a poder atingir níveis superiores a 95%, através da recuperação de metais raros como o níquel, o cobalto, o lítio e o cobre, a Ford acredita que é possível criar um ciclo fechado na produção de novas unidades. Para tal, vai contar com a Redwood Materials na produção de folha de ânodo de cobre e cátodo ativo a partir dos materiais reciclados, os quais vão ser integrados no fabrico de novas baterias.

PUB
PUB

A nossa parceria com a Redwood Materials será fundamental para o nosso plano de construção de veículos elétricos em grande escala para o mercado americano, ao mais baixo custo possível e numa abordagem de desperdício zero”, explica o presidente da Ford, Jim Farley.

O novo acordo surge no âmbito do forte investimento que a Ford está a fazer na eletrificação da sua gama até 2025, avaliado em 30 mil milhões de dólares, os quais incluem os 50 milhões de dólares investidos na Redwood e a criação de múltiplas fábricas de baterias através da BlueOvalSK, empresa que irá resultar de uma joint venture a estabelecer entre o construtor e a companhia sul coreana de fabrico de baterias SK Innovation.

Continuar a ler
Home
Cidades
Conhece aqui o vencedor do Prémio Gulbenkian para a Humanidade
Mobilidade
Vídeo: Famel regressa com mota elétrica
Sustentabilidade
Google Maps irá indicar rotas amigas do ambiente para evitar emissões de CO2