Mobilidade

Táxi aéreo elétrico Volocopter ruma à China com encomenda de 150 unidades

A start-up alemã demonstrou recentemente as capacidades do Volocopter 2X num evento público
PUB

A Volocopter recebeu uma encomenda de 150 aeronaves, que serão produzidas na China com a ajuda do Zhejiang Geely Holding Group, o que vem confirmar a tendência de utilização dos aviões elétricos de descolagem e aterragem vertical, ou eVOTL, para transporte de passageiros em curtas distâncias.

Depois de várias apresentações públicas (como o vídeo que mostramos em um evento nos Estados Unidos), a start-up alemã espera lançar a aeronave na China até meados desta década, sendo que esta primeira encomenda de 150 unidades será produzida localmente com a ajuda do Zhejiang Geely Holding Group com o qual estabeleceu uma parceria, para realizar operações de táxi aéreo.

PUB

“A China representa uma oportunidade de mercado única para a indústria da mobilidade aérea urbana”. - Florian Reuter, CEO Volocopter

PUB

A lista de principais investidores desta start-up alemã inclui nomes como a Daimler, a Black Rock e a Intel Capital, entre diversos outros, tendo sido angariados cerca de 322 milhões de euros para este projeto.

PUB
A empresa já tinha apresentado o Volocopter em Singapura

O sucesso dos táxis aéreos completamente elétricos à volta do mundo pode ainda parecer estar num horizonte longínquo, mas cidades como Singapura,  Paris, Seul, Hong Kong e Dubai já tem vários aparelhos em teste e, em breve, poderá começar a existir atividade comercial, pelo que este negócio com um operador chinês será um forte impulso.

Quanto ao negócio que inclui a aquisição das 150 aeronaves, não foram revelados quaisquer detalhes financeiros, mas a empresa aproveitou para comunicar que Daniel Li Donghui, um dos responsáveis máximos da Zhejiang Geely se tinha acabado de juntar ao seu conselho de consultores.

O primeiro teste com piloto a bordo foi realizado há mais de cinco anos na Alemanha e demonstrou as capacidades e as possibilidades de transporte do Volocopter. Mais recentemente foi nos Estados Unidos que o eVOTL demonstou as suas capacidades. Os seus motores elétricos têm um nível de ruído bastante reduzido e a sua capacidade de manobra permite-lhe aterrar e levantar voo em espaços tão pequenos como um simples Helipad, por exemplo.

PUB

Um aparelho elétrico, sustentável, com emissões zero e capaz de aterrar e levantar voo de forma vertical e, por isso mesmo, em praticamente qualquer local, é uma forma de repensar a mobilidade, inclusive a mobilidade urbana.

 

Continuar a ler
Home
Cidades
Conhece aqui o vencedor do Prémio Gulbenkian para a Humanidade
Mobilidade
Vídeo: Famel regressa com mota elétrica
Sustentabilidade
Google Maps irá indicar rotas amigas do ambiente para evitar emissões de CO2