Atualidade

Stellantis e Politécnico de Coimbra vão criar comercial ligeiro elétrico

Consórcio implica investimento de 60 milhões de euros para desenvolver veículo elétrico até 2025
Texto
Stellantis Mangualde em consórcio com IPC para desenvolver veículo comercial elétrico
Stellantis Mangualde em consórcio com IPC para desenvolver veículo comercial elétrico

A Stellantis Mangualde e o Instituto Politécnico de Coimbra (IPC) vão trabalhar juntos para desenvolver um veículo comercial ligeiro elétrico até 2025. Este novo projeto irá implicar um investimento de 60 milhões de euros.

Para o desenvolvimento do novo veículo, foi criado um contrato de consórcio da agenda mobilizadora “GreenAuto: Green innovation for the Automotive Industry" do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Este novo consórcio é liderado pela Stellantis (antiga PSA de Mangualde) e integra 38 entidades, entre elas o IPC.

Em comunicado, o IPC explicou que do valor total, 610 mil euros serão para o instituto.

Já em julho, quando foram celebrados os 60 anos da fábrica de ligeiros comerciais, o presidente executivo do grupo automóvel Stellantis, Carlos Tavares, anunciou que já estava a ser planeada a produção de um veículo elétrico naquele espaço, sem haver ainda previsão de data de execução do plano.

Inaugurado em 1962, o centro de produção de Mangualde – a fábrica de automóveis mais antiga do país - alcançou este ano o marco de um milhão e meio de veículos produzidos desde a sua fundação (com 22 modelos diferentes).

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares PSP. Todas as localizações para o mês de outubro
Preço dos combustíveis vai subir para a próxima semana. A nossa previsão aqui
Eletricidade e gás ficam mais caros dia 1 de outubro