Sustentabilidade

Em Loulé há um alojamento local para aves e hotéis para insetos

Loulé tem apostado em projetos para aves e insetos para proteger a biodiversidade e consciencializar a população
Texto

Loulé, no Algarve, está a trabalhar para proteger os seus valores naturais e a biodiversidade da zona. Como tal, o município tem neste momento dois projetos em espaços urbanos, o Alojamento Local para Aves e o Hotéis para Insetos.

O Alojamento Local para Aves foi lançado em parceria com a Associação Vita Nativa em 2020 com o objetivo de estimular a fixação de aves em meio urbano e periurbano. Além de promover a biodiversidade, este projeto pretende sensibilizar para a importância destas espécies no papel de controlo de pragas biológicas.

No âmbito do projeto, há atualmente 62 caixas-ninho instaladas entre Loulé e Quarteira e vão ser instaladas em breve em Almancil.

Biodiversidade - AWAY
Loulé está a apostar na biodiversidade (foto: divulgação)

Também com a mesma associação foi trabalhado o tema Fauna que permitiu a construção de 20 hotéis para insetos que foram instalados no Jardim das Comunidades e em alguns recintos escolares.

Estes hotéis para insetos contribuem para conservar a biodiversidade local, dando abrigo a diferentes espécies que estão na base da cadeia alimentar de muitos animais, além de fazerem a polinização.

Biodiversidade - AWAY
Há abrigos para pássaros e insetos um pouco por todo o município (foto: divulgação)

O município esteve também envolvido em 2020 no projeto Cadoiço Vive, liderado pela Almargem – Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve, para reforçar a fauna silvestre junto da ribeira do Cadoiço.

Uma vez que Loulé tem um território extenso e diverso, acaba por estar exposto a múltiplos riscos que têm impacto no quotidiano da comunidade e na resiliência do ambiente, da paisagem e da economia. Por isso, estes projetos são apontados como essenciais para a zona.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Vais comprar pão? 6 dicas para aproveitares até à última migalha
Quanto tempo demora o Citroën ë-C4 X a percorrer 1000 quilómetros?
Radares da PSP. Vê onde vão estar na semana de 19 a 25 de fevereiro