Sustentabilidade

Agricultores portugueses aprendem práticas de agricultura regenerativa

Formação organizada pela PepsiCo pretende dar as bases para que agricultores possam potenciar fertilidade dos solos
Texto
Agricultura regenerativa
Agricultura regenerativa

A PepsiCo organizou uma formação prática sobre agricultura regenerativa para um grupo de dezasseis agricultores e fornecedores de Portugal, Espanha e França. Este foi o terceiro módulo de um curso de formação completo que dá as bases para se praticar agricultura regenerativa.

Durante a formação, os agricultores puderam ficar a conhecer as bases das práticas regenerativas, assim como as ferramentas e técnicas necessárias para se melhorar a fertilidade do solo.

A sessão ocorreu num campo multicultura e contou com a participação de várias empresas portuguesas, como a Torriba, Agromais e DPA, que fornecem batatas à PepsiCo. O módulo foi dado pela The Regen Academy, um centro de formação espanhol de agricultura regenerativa, em parceria com o departamento agrícola da PepsiCo.

Em comunicado, a empresa multinacional, que detém marcas como a Lay’s, a Doritos, a Matutano, a Pepsi-Cola e a Gatorade, refere que investe na agricultura portuguesa há mais de 15 anos, tendo, em 2020, adquirido no país mais de 57 mil toneladas de batatas, 3 mil toneladas de amendoins e 7,5 mil toneladas de milho.

A formação disponibilizada pela multinacional faz parte do plano estratégico PepsiCo Positive que tem como objetivo alargar a utilização de práticas agrícolas regenerativas, a nível mundial, a 3 milhões de hectares, até 2030.

(Fotos: divulgação e Unsplash)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar na próxima semana de 22 a 28 de abril
Mundo vive branqueamento em massa de corais pela segunda vez em 10 anos
Vê como fica o preço dos combustíveis na próxima semana