Atualidade

Verão com mau tempo: sexta-feira vem com chuva e trovoada

Todo o território de Portugal continental vai estar sob aviso amarelo esta sexta-feira, 28 de junho
Texto
Conduzir em dias de chuva (foto: C. Joyful/Unsplash)
Conduzir em dias de chuva (foto: C. Joyful/Unsplash)

Todo o território de Portugal continental vai estar na sexta-feira sob aviso amarelo por causa da chuva e trovoada, mas alguns avisos serão ativados já esta quinta-feira, 27 de junho, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, a partir das 12h de hoje, quinta-feira, estarão já sob aviso amarelo (o segundo menos grave) os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Santarém, Castelo Branco, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga.

Na sexta-feira, o aviso amarelo por causa da precipitação e trovoada estende-se a Portalegre, Beja, Évora, Faro, Setúbal e Lisboa. O aviso amarelo estende-se, nalguns casos, até às 21h de sexta-feira.

Na quarta-feira, o IPMA avisou para as previsões de agravamento do estado do tempo em Portugal continental, com precipitação por vezes forte, acompanhada de granizo e de trovoada.

De acordo com as previsões, o agravamento das condições meteorológicas prolonga-se até domingo, devido à ação de uma depressão centrada a oeste da Península Ibérica e que irá deslocar-se para nordeste a partir de sábado, originando assim uma progressiva melhoria do estado do tempo.

Para sábado, os técnicos esperam já um desagravamento significativo do estado do tempo, ainda com ocorrência de precipitação, em especial nas regiões norte e centro, mas com menor intensidade do que nos dias anteriores, não se prevendo precipitação a partir de domingo.

Está também prevista uma descida de temperatura até sábado, com uma gradual recuperação a partir de domingo, acompanhando a melhoria do estado do tempo.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar de 15 a 21 de julho
Cidades mais verdes e menos compactas têm taxa de mortalidade mais baixa
Vai nascer mais um troço de ciclovia em Lisboa