Mobilidade

Funicular da Graça já transporta pessoas e as viagens são gratuitas

Funicular que liga Graça à Mouraria foi inaugurado 15 anos depois do início da sua construção
Texto

Ir da Graça à Mouraria é agora mais fácil. O Funicular da Graça, que liga os dois bairros lisboetas, foi inaugurado esta terça-feira, 12 de março, 15 anos depois de ter sido começado a construir. As viagens vão ser gratuitas nos primeiros tempos

A inauguração esteve a cargo do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, que salientou a importância da obra para os moradores da Graça e da Mouraria, que esperavam pelo funicular desde 2009 porque o projeto “se encontrava parado”.

Carlos Moedas - AWAY
Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, na inauguração (foto: José Sena Goulão/Unsplash)

“Conseguimos desatar esse nó, desatar o nó de um problema de tanto tempo que os lisboetas estiveram à espera e agora vamos ter aqui, gratuitamente, para os nossos lisboetas poderem subir entre a Mouraria e Graça. É um momento único”, disse Carlos Moedas (PSD).

Lembrando que, há 120 anos, havia na zona um elevador entre a Graça e a Rua da Palma, o autarca sublinhou que esta obra é “única na cidade” e “vai servir os lisboetas”.

O Funicular da Graça vai assegurar o percurso a partir da Rua dos Lagares, na Mouraria, até ao Miradouro Sophia de Mello Breyner Andresen, em frente à igreja da Graça.

Trata-se de uma via única, constituída por carris e com apenas dois pontos de paragem no início de cada trajeto, tendo capacidade para transportar o máximo de 14 pessoas por viagem, em cerca de minuto e meio.

Segundo Carlos Moedas, inicialmente as viagens vão ser gratuitas, passando depois a ser pagas, exceto para portadores do passe Navegante.

Inicialmente previsto para ser gerido pela Carris, o Funicular da Graça vai ser gerido pela Empresa de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa – EMEL, e irá funcionar todos os dias entre as 09h e as 21h.

Funicular da Graça - AWAY
Funicular da Graça liga este bairro lisboeta à Mouraria (foto: José Sena Goulão/Unsplash)

O projeto do Funicular esteve a cargo dos arquitetos João Favila e João Simões, que lideraram o projeto inserido no Plano Geral de Acessibilidades Suaves e Assistidas à Colina do Castelo, apresentando em 2009 pela autarquia lisboeta, liderada então por António Costa.

A obra teve alguns contratempos tendo em conta descobertas arqueológicas relacionadas com a muralha pertencente à Cerca Fernandina que levaram à interrupção das obras em 2016, tendo sido retomadas somente em 2021 e terminado no final do ano passado.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar na próxima semana de 22 a 28 de abril
Mundo vive branqueamento em massa de corais pela segunda vez em 10 anos
Vê como fica o preço dos combustíveis na próxima semana