Sustentabilidade

Na Suécia usa-se madeira em vez de tijolo em cidade mais verde e sustentável

A madeira é conhecida por ser um produto circular e sustentável, que armazena dióxido de carbono
Texto
Växjö, Suécia, tem edifícios todos em madeira (Foto: Neil Howard)
Växjö, Suécia, tem edifícios todos em madeira (Foto: Neil Howard)

No sul da Suécia, na província de Småland, há uma cidade que tem dado que falar nos últimos anos pela forma como está a diminuir a sua pegada ambiental. No município de Växjö, além de se estar a tornar a frota de transportes públicos mais verde e de se procurar aumentar a utilização de energias renováveis, medidas que lhe valeram o Prémio Folha Verde na Europa, em 2018, constrói-se edifícios com madeira em vez de tijolo.

A utilização de madeira na área da construção na Suécia não é algo de agora. É uma tradição. Mas em Växjö a questão da sustentabilidade também pesa na escolha do material e a elevada utilização do material valeu-lhe o título de cidade moderna de madeira.

A madeira é considerada um produto sustentável já que, desde que haja uma boa gestão da floresta, não chegará ao fim. Além disso, uma árvore, enquanto cresce, vai capturando dióxido de carbono e apenas o liberta quando é queimada. Assim, se a madeira for usada para criar qualquer produto, o CO2 mantém-se dentro das fibras do material.

Floresta na Suécia (Foto: J. Flobrant/Unsplash)

É um bem que pode ser reutilizado várias vezes e, mesmo no fim de vida, os produtos de madeira podem ser usados para biocombustíveis. Na Suécia, é também um material que existe em abundância já que cerca de metade da área do país está coberta por floresta.

Desde 2005 que o município tem criado estratégias para aumentar a quantidade de madeira na construção. Em 2018, definiu que, em 2020, 50% dos novos edifícios seriam em madeira, meta que conseguiu atingir. Para garantir que a aposta no material continua, a cidade, que conta com mais de 90 mil habitante, definiu zonas onde apenas é permitida a construção de imóveis em madeira.

Apesar da estrutura serem em madeira, as fundações destes edifícios têm de ser em betão. Ao reduzir a utilização deste material muito usado no setor da construção, consegue-se reduzir em cerca de 50% as emissões da construção, refere o The New York Times.

Edifício de madeira em construção (Foto: Jerzy Kociatkiewicz)

A utilização da madeira também ajuda a diminuir o tempo de construção e o transporte – a madeira usada é muitas vezes sueca -, algo que contribuiu para reduzir ainda mais o impacto ambiental.

A aposta na madeira para a área de construção vai continuar em Växjö, já que é um dos fatores que estão a ajudar a cidade a diminuir a sua pegada ambiental e a atingir os objetivos de redução de emissões de dióxido de carbono.

Resta ver se daqui a uns anos, os edifícios em madeira vão superar os prédios em betão nas ruas de Växjö.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares PSP. Todas as localizações para o mês de outubro
Preço dos combustíveis vai subir para a próxima semana. A nossa previsão aqui
Eletricidade e gás ficam mais caros dia 1 de outubro