Sustentabilidade

Há uma empresa que planta 10 árvores por cada novo colaborador

Desde 2020, a farmacêutica Leo Pharma já plantou mais de 11.640 árvores de fruto a nível global como parte do seu compromisso ambiental
Texto
Leo Pharma planta árvores por cada novo colaborador
Leo Pharma planta árvores por cada novo colaborador

Trees for New Employees (árvores por novos colaboradores) é o nome da iniciativa de responsabilidade social levada a cabo pela Leo Pharma, empresa farmacêutica especializada em dermatologia médica, que já resultou na plantação de mais de 11.640 árvores de fruto.

A partir de 2020, a Leo Pharma resolveu dar um novo impulso ao seu compromisso para com o ambiente e com o cumprimento de objetivos de desenvolvimento sustentável, ao propor-se a plantar 10 árvores por cada novo colaborador que fosse admitido a nível global.

Desde então, já foram plantadas 6930 árvores de fruto no Gana e 4710 na Dinamarca, país onde está sediada a Leo Pharma. Portugal, onde a farmacêutica especializada em produtos para doenças de pele marca presença há 25 anos, foi também abrangido por esta ação que visa contribuir para o desenvolvimento das comunidades locais, ao mesmo tempo que limita o impacto das alterações climáticas.

No Gana, em particular, a Leo Pharma tem estado a trabalhar em conjunto com a associação Growing Trees Network, a qual garante a colaboração com as aldeias e as comunidades locais. Para além de possibilitarem a reflorestação de determinadas zonas do país, as árvores de fruto estimulam o compromisso das comunidades para com o seu tratamento e manutenção.

As populações têm ainda a oportunidade de vender toda a fruta recolhida que não seja consumida e, dessa forma, usufruir de uma fonte de rendimento adicional.

(Fotos: S. Clarke e D. Vig/ Unsplash

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares PSP. Todas as localizações para o mês de outubro
Preço dos combustíveis vai subir para a próxima semana. A nossa previsão aqui
Eletricidade e gás ficam mais caros dia 1 de outubro