Sustentabilidade

Alemanha prepara-se para taxar fabricantes de plásticos de utilização única

Fundo específico para o efeito poderá vir a reunir uma receita anual de 450 milhões de euros
Texto
Lixo plástico (Foto: M. Ehlers/ Pexels)
Lixo plástico (Foto: M. Ehlers/ Pexels)

A Alemanha vai começar a taxar as empresas produtoras de plásticos de utilização única. Uma medida que pretende combater a poluição, ao mesmo tempo que contribui para aliviar as despesas das autarquias.

O projeto lei apoiado pelo governo alemão vai exigir aos fabricantes de produtos feitos com plástico de utilização única, tais como copos e garrafas, que paguem uma taxa anual, a qual terá como destino um fundo para ajudar os municípios a fazer face aos custos relacionados com a recolha de lixo.

O Ministério do Ambiente alemão estima que as receitas anuais do fundo poderão ascender a 450 milhões de euros.

Num comunicado citado pela agência Reuters, o gabinete liderado por Steffi Lemke, do partido Os Verdes, adiantou que a cobrança da taxa teria início no segundo trimestre de 2025, tendo por base a quantidade de produtos de plástico de utilização única vendidos em 2024.

O governo alemão acredita que a nova lei, ainda sujeita a aprovação no parlamento, vai permitir combater de forma mais eficaz o desperdício de recursos e a poluição ambiental, assim como vai aliviar os municípios na despesa com gestão de lixos.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Cortiça portuguesa no interior dos elétricos Mobilize
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana