Sustentabilidade

Processo inovador usa microalgas para sequestrar carbono da atmosfera

A Brilliant Planet criou um método que usa poucos recursos e que permite capturar carbono de forma eficiente e barata
Texto
Brilliant Planet usa algas para capturar carbono (Foto: divulgação)
Brilliant Planet usa algas para capturar carbono (Foto: divulgação)

Atualmente, muito se fala sobre a necessidade de se diminuir substancialmente e rapidamente os níveis de emissões de dióxido de carbono. E, ainda que tal se consiga, é necessário fazer algo para retirar da atmosfera o CO2 que já foi emitido. Uma solução poderão ser as microalgas.

A Brilliant Planet é uma startup britânica que desenvolveu um método que permite sequestrar em grande escala, de forma barata e permanente, o carbono que está no ar. O método é o mais natural possível e usa poucos recursos.

Algas - AWAY
Algas (Foto: Paul Sancya/AP)

O processo inovador da empresa utiliza água do mar em grandes tanques abertos de forma a criar o ambiente perfeito para o crescimento das microalgas. A água vai circulando para simular o processo que acontece na natureza.

As algas usadas são escolhidas pelas suas propriedades, sem passarem por qualquer alteração em laboratório. Ficam nos tanques e, graças à energia solar, vão reproduzindo-se, captando cada vez mais dióxido de carbono da atmosfera.

Por unidade de área, este método chega a captar 30 vezes mais carbono por ano do que as florestas tropicais.

A empresa já existe desde 2013, mas apenas há três anos começou os testes em ambiente real numa unidade de três hectares em Marrocos.

Este ano, a Brilliant Planet teve uma ronda de investimentos e vai usar o valor angariado de pouco mais de 11 milhões de euros para avançar com a construção de uma quinta de sequestro de CO2 de 30 hectares também em Marrocos. A parte de pesquisa e investigação irá continuar no Reino Unido.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Europa bate recorde de produção de energia eólica e solar
Preço dos combustíveis com forte descida na próxima semana
Radares da PSP para o mês de fevereiro: onde vão estar em todo o país