Sustentabilidade

Serra do Açor, em Arganil, recebeu meio milhão de árvores em dois anos

Projeto financiado pela Jerónimo Martins visa a plantação de 1,8 milhões de árvores até 2028 para reflorestar zona de Arganil
Texto
Serra do Açor com 500 mil novas árvores
Serra do Açor com 500 mil novas árvores

O projeto de reflorestação e transformação da paisagem “Floresta Serra do Açor”, em Arganil, que arrancou em 2020, já permitiu plantar meio milhão de árvores. Este ano, espera-se chegar às 700 mil.

Com financiamento da Jerónimo Martins no valor de cinco milhões de euros, este projeto tem como objetivo reflorestar com espécie autóctones uma área de 2500 hectares na área florestal de Arganil, do distrito de Coimbra, que foi afetada pelos incêndios em 2017.

Também se pretende transformar a paisagem e tornar o concelho mais resiliente contra os incêndios, como explicou, à Lusa, o presidente da Câmara de Arganil, Luís Paulo Costa.

Cerca de 85% dos terrenos serão de povoamento misto com pinheiro-bravo e espécies autóctones, como o carvalho negral, o castanheiro ou o sobreiro. O pinheiro-bravo terá como função ajudar as outras espécies a enraizarem, sendo cortado ao fim de 15 anos. Será depois vendido para poder continuar a financiar o projeto de reflorestação.

Apesar de o principal enfoque ser a plantação, com o objetivo de se plantar 1,8 milhões de árvores até 2028, no âmbito do projeto também se está a cuidar das já plantadas, fazendo podas e limpando os terrenos em volta para diminuir a probabilidade de incêndios.

Para celebrar o Dia Mundial da Árvore, que ocorre hoje, dia 21 de março, voluntários e técnicos estiveram no terreno, em Vinhó, a fazer a manutenção da floresta composta por carvalhos e pinheiros-bravos.

O projeto e o orçamento estão pensados para um período temporal de 40 anos e o autarca acredita que apenas se verá o impacto na paisagem daqui a 30 ou 40 anos e o auge será atingido em 50 anos.

À Lusa, o presidente da Câmara de Arganil referiu que o projeto “ficará muito para lá da nossa existência terrena. Temos noção clara de que estamos aqui a fazer um caminho de longa distância, uma maratona.

Arganil conta ainda com cerca de quatro mil hectares como áreas integradas de gestão de paisagem que poderão assegurar a expansão da Floresta da Serra do Açor.

(Fotos: Paulo Novais/Lusa e Câmara Municipal de Arganil)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Mundo vive branqueamento em massa de corais pela segunda vez em 10 anos
Vê como fica o preço dos combustíveis na próxima semana
Já é possível carregar o passe Andante e bilhetes ocasionais no Porto com telemóvel