Sustentabilidade

Carbono neutro: 40 colaboradores da Mapfre plantaram mais de 1500 árvores

A seguradora pretende reforçar os planos de atingir a meta ecológica anual de carbono neutro em Portugal
Texto
Ação da Mapfre com plantação de 1500 árvores
Ação da Mapfre com plantação de 1500 árvores

No âmbito do Plano de sustentabilidade da seguradora, a Mapfre uniu-se à Associação Plantar uma Árvore e juntou cerca de 40 colaboradores para levar a cabo uma ação de plantação de 1500 árvores, com o objetivo contribuir para alcançar a meta ecológica de carbono neutro da empresa em Portugal.

A ação de caráter ecológico e ambiental foi realizada, entre 7 e 16 de fevereiro nas Serras da Freita e Arada, em São Pedro do Sul e no Parque Natural de Sintra-Cascais e envolveu colaboradores de várias áreas da seguradora, inclusive Luis Anula, o CEO em Portugal.

À esquerda Luis Anula, CEO da Mapfre (foto: divulgação imprensa)

De acordo com o comunicado da empresa, entre as 1667 árvores plantadas, encontram-se sobreiros, carvalhos-cerquinho, carvalhos-negral, bétulas, freixos e amieiros, espécies que, de acordo com a Mapfre compensaram a emissão de mil toneladas de CO2.

“Depois de fechar com sucesso o ano anterior, com o qual alcançou uma redução de 61% nestas emissões, quase três vezes mais do que o esperado, em 2022, estamos focados em continuar na senda da redução da pegada de carbono até que a neutralidade nas emissões mundiais seja alcançada em 2030” – refere Luis Anula, em comunicado de imprensa.

Compromisso internacional

No âmbito desta ação a Mapfre deu ainda a conhecer, via comunicado de imprensa, algumas das ações com que tem colaborado a nível internacional.

Assim, é referido que a Mapfre aderiu ao Pacto Global da ONU, à Iniciativa Financeira do programa ambiental da ONU (UNEPFI), aos Princípios para a Sustentabilidade do Seguros (PSI), aos Princípios de Investimento Responsável das Nações Unidas (PRI) e aos Princípios da ONU Mulheres. Tendo assumido ainda a sua contribuição para a Agenda de Desenvolvimento 2030 da ONU.

Além disso, a seguradora destaca também o compromisso público de não investir em empresas em que 30% ou mais do seu volume de negócios seja proveniente de energia produzida a partir do carvão, e de não segurar a construção de novas infraestruturas relacionadas com minas de carvão ou centrais termoelétricas.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Esta scooter é feita a partir de uma folha de aço
Cabo Verde abre parque de campismo feito com material reciclado
El Corte Inglés planta 150 árvores e associa-se à Floresta AWAY