Mobilidade

Berlim vai ter veículos autónomos controlados à distância

A Vay.io uma "startup" de origem alemã inova com serviço em que o utilizador recebe o carro comandado à distância e assume o controlo durante o seu percurso
Mobilidade à distância Vay.io
Mobilidade à distância Vay.io
PUB

A implementação de serviços de táxis robô apoiados por frotas com um número significativo de veículos é um processo que, na Europa, se está a revelar difícil e moroso. Daí que as empresas dedicadas à mobilidade autónoma estudem outras soluções e optem por dar passos intermédios até que cheguem à total autonomização.

É o caso da startup de origem alemã Vay.io, com os seus automóveis operados à distância por condutores humanos.

PUB
Vê também: projeto ID.Buzz autónomo
PUB

Veja o vídeo promocional da marca abaixo:

PUB

A desenvolver testes com veículos na zona de Berlim há já algum tempo, a Vay.io pretende avançar com um serviço de mobilidade inovador, em que o utilizador solicita um automóvel que lhe chega comandado à distância por um operador.

A partir daí o próprio assume a condução durante o percurso que pretende fazer e, no fim, sai do veículo para que o operador à distância volte a assumir o controlo e o estacione ou o leve até outro utilizador.

Os operadores comandam os veículos a partir de estações próprias, as quais estão equipadas com um volante, pedais e vários monitores de grande formato que transmitem uma visão de 360 graus ao redor do automóvel, ausente de pontos cegos. Por forma a garantir a máxima segurança, o sistema de condução à distância impede o excesso de velocidade e sobrepõe informação de segurança nos ecrãs.

PUB

A empresa liderada por Thomas von der Ohe espera disponibilizar o novo serviço já no próximo ano na Europa e, eventualmente, também nos Estados Unidos.

Thomas von der Ohe, CEO da Vay.io (Foto: divulgação)

Para mais tarde ficará um serviço de transporte totalmente controlado à distância, outro dos objetivos da Vay.io. Para tal a empresa tem reforçado os seus recursos humanos, com elementos oriundos de organizações como a Google, a Audi ou a Boring Company, a empresa especializada em túneis de Elon Musk, CEO da Tesla. Atualmente conta com cerca de 70 pessoas nos seus quadros.

O serviço de condução à distância permitirá à Vay recolher dados operacionais importantes no sentido de atingir, gradualmente, outros níveis de automação. A startup alemã já conseguiu angariar mais de 25 milhões de euros em investimento e tem na calha outros projetos de condução à distância, nomeadamente destinados a veículos pesados.

 

Continuar a ler
Home
Cidades
Conhece aqui o vencedor do Prémio Gulbenkian para a Humanidade
Mobilidade
Vídeo: Famel regressa com mota elétrica
Sustentabilidade
Google Maps irá indicar rotas amigas do ambiente para evitar emissões de CO2