Poderá a tecnologia 5G potenciar o futuro do local de trabalho?

Projeto piloto irá permitir compreender e divulgar os benefícios que o 5G pode oferecer às empresas de várias áreas de negócio
Projeto testa rede 5G em edifício empresarial
Projeto testa rede 5G em edifício empresarial
PUB

Um consórcio de sete empresas vai levar a cabo um projeto piloto de ligações privadas 5G com vista à testagem desta nova tecnologia em ambiente empresarial e à criação de experiências imersivas, destinadas a potenciar o futuro do local de trabalho em diversos setores de atividade.

O projeto de incubação no qual estão envolvidas as empresas Colt Technology Services, Icade, ADVA, Airspan Networks, Athonet, Accedian e Tibco é um dos primeiros a testar as ligações privadas ponta-a-ponta 5G num edifício, com recurso à arquitetura desagregada. O imóvel em causa é o PB5, situado em La Défense, o maior centro financeiro da cidade de Paris, o qual alberga inúmeros espaços de co-working geridos pela imagin'Office, uma subsidiária da Icade.

PUB

O projeto piloto que será coordenado pela Colt, empresa especializada em telecomunicações, representa um marco importante para a conectividade nos ambientes empresariais. O seu desenvolvimento irá permitir compreender e divulgar os benefícios que o 5G pode oferecer às empresas de várias áreas de negócio, nomeadamente o imobiliário, a construção, o retalho e até os cuidados de saúde.

PUB
PUB

Cada uma das organizações envolvidas tem um papel determinante no sucesso deste projeto. A Airspan irá fornecer as unidades de rádio, os modems 5G e o software – componentes que integram o seu portfólio de soluções Open RAN end-to-end. A Athonet irá disponibilizar o seu Griffone 5G-SA mobile core, ao passo que a ADVA está responsável por fornecer os componentes de infraestrutura subjacentes, incluindo o hosting das funções virtuais. Já a Accedian fornecerá as soluções de monitorização de desempenho e análise, por forma a garantir a experiência digital do serviço 5G.

Algumas das funcionalidades proporcionadas pelas ligações privadas 5G no edifício PB5 são a conectividade de alta densidade para melhorar a experiência de trabalho dos colaboradores e aumentar a produtividade, os elevados níveis de desempenho garantidos graças aos Service Level Agreements (SLA), o aumento do valor patrimonial do edifício para o proprietário e a criação de uma experiência imersiva que permite enriquecer o futuro do trabalho em espaços flexíveis.

PUB

(Fotos: captura e Unsplash)

Continuar a ler
Home
Tão giro! O Microlino tem 230 km de autonomia e é perfeito para as cidades
Empresa chinesa quer arrancar com táxi aéreo na Europa em 2025
Este é o carregador elétrico mais rápido do mundo