Mobilidade

Fabricante de veículos elétricos Polestar vai dar entrada em bolsa através de uma fusão

A marca subsidiária da Volvo, que deverá chegar ao final de 2021 com 29 mil automóveis vendidos, está avaliada em 20 mil milhões de dólares
Polestar vai entrar em bolsa
Polestar vai entrar em bolsa
PUB

O construtor de automóveis elétricos Polestar vai entrar em bolsa avaliado em 20 mil milhões de dólares, por intermédio da Gores Guggenheim. Sendo esta uma empresa SPAC (“Special Purpose Acquisition Company”), o processo será realizado através de uma fusão e não de uma mais tradicional e morosa oferta pública inicial.

O valor de mercado da Polestar corresponde à avaliação reportada pela sua coproprietária Volvo Cars e representa o triplo da sua receita estimada para 2023 e 1,5 vezes a sua receita estimada para 2024. E pese embora 20 mil milhões de dólares estejam muito acima do que valem outros construtores com uma longa história na indústria automóvel, é, ainda assim, uma quantia inferior face a outros “rivais” no mercado dos veículos elétricos. É o caso da marca americana Lucid Motors (40,7 mil milhões), ou das chinesas Li Auto (27,4 mil milhões), Xpeng (30,2 mil milhões) e Nio (58 mil milhões).

PUB

A nossa empresa merece confiança porque passámos anos a estabelecer a nossa credibilidade”, referiu Thomas Ingenlath, diretor executivo da Polestar à Auto News.

PUB
PUB

“Estamos no mercado com dois grandes carros [ndr. Polestar 1 e Polestar 2] e temos um plano que não é um sonho extravagante. É a realidade”

A atual estrutura acionista irá manter os cerca de 94% que detêm na Polestar e transferir 100 por cento das suas participações para a nova empresa, que se irá chamar Polestar Automotive Holding UK Limited . Deverá vir a ser listada no índice Nasdaq sob a sigla PSNY.

Em paralelo, a Volvo anunciou que irá fazer um investimento na Polestar superior a 600 milhões de dólares em ligação com a Gores Guggenheim, o que lhe permitirá ter uma participação próxima dos 50%.

O construtor deverá chegar ao final deste ano com 29 mil unidades vendidas dos atuais Polestar 1 e 2. Quanto a futuros automóveis, até 2024 são esperados dois SUV – Polestar 3, de maiores dimensões, e Polestar 4, mais compacto – e uma berlina de luxo – Polestar 5.

Continuar a ler
Home
Cidades
Conhece aqui o vencedor do Prémio Gulbenkian para a Humanidade
Mobilidade
Vídeo: Famel regressa com mota elétrica
Sustentabilidade
Google Maps irá indicar rotas amigas do ambiente para evitar emissões de CO2