Mobilidade

Serviços de mobilidade suave dockless em Oeiras celebram 1º ano

No primeiro ano registaram-se um total de mais de 112 mil viagens iniciadas em Oeiras
Texto
Mobilidade suave em Oeiras (foto: Divulgação, 2022)
Mobilidade suave em Oeiras (foto: Divulgação, 2022)

Assinalou-se a 09 de novembro, o primeiro aniversário dos serviços de mobilidade suave partilhada dockless no concelho de Oeiras, os quais são disponibilizados com base em acordos de colaboração com três empresas do setor: a Bolt, a Bird e a Superpedestrian, responsável pela marca Link.

No primeiro ano registaram-se um total de mais de 112 mil viagens iniciadas em Oeiras, as quais permitiram evitar a emissão de cerca de 40 toneladas de CO2, em comparação com deslocações realizadas em automóvel.

oeiras - away
Serviços mobilidade em Oeiras (foto: divulgação, 2022)

Nesse fim, é essencial a boa relação estabelecida com os operadores privados responsáveis pelos equipamentos. Para Inês Reis, representante da Bird, “desde que foi introduzido em Oeiras, o serviço de trotinetas elétricas tem evoluído para se tornar uma alternativa de mobilidade limpa e segura”, acrescentando ainda que “é fundamental o papel que os municípios, como o de Oeiras, desempenham ao apostar na mobilidade partilhada como uma ferramenta essencial para a descarbonização das nossas cidades”.

Também Rui Rei, presidente da Parques Tejo, concorda na relevância destes serviços que “por serem versáteis, não estarem limitados a percursos e horários fixos, como os transportes públicos, e serem de fácil utilização, as bicicletas e as trotinetas elétricas são uma peça essencial para garantir deslocações mais rápidas no interior das áreas urbanas, numa estratégia que tem de ser combinada com uma melhoria significativa dos transportes públicos, com o objetivo de diminuir o uso diário e recorrente do automóvel em todas as deslocações”.

A mobilidade suave continua a ser uma prioridade de futuro do Município de Oeiras, com projetos para a criação, ao longo dos próximos anos, de 50 novos quilómetros de vias cicláveis. Além dos serviços dockless, destaca-se ainda a inauguração, no passado mês de setembro, da rede municipal de bikesharing, que na sua fase inicial integra 11 estações, em torno das quais se irão congregar verdadeiros hubs de mobilidade, com a interligação com o sistema dockless e com as paragens de transportes públicos.

Todos estes serviços serão integrados na nossa app Oeiras Move, cuja primeira versão foi apresentada recentemente, e que se tornará o meio fundamental através do qual todos os cidadãos poderão aceder à panóplia de oferta que constitui o nosso Ecossistema de Mobilidade Sustentável.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Férias à vista: estas praias portuguesas têm as águas mais limpas do país
Legumes e frutas a estragar? Vê como prolongar a sua vida e evitar que acabem no lixo
5 dicas para usares tecnologia de forma ambientalmente responsável