Mobilidade

Nissan revela toda a gama do novo crossover Ariya 100% elétrico para Portugal

Depois de desbravar caminho com o Nissan Leaf, a marca nipónica apresenta nova proposta elétrica, um crossover de alta performance que chega ao mercado português em 2022
Texto

A receita de base é simples: pegar em dois grandes êxitos da marca de categorias absolutamente diferentes, o elétrico Leaf e o crossover Qashqai, e misturar bem. Depois, simplesmente acrescentar os elementos diferenciadores, como um toque de inovação, uma pitada de criatividade e uns salpicos do ADN japonês. O resultado é o novo Nissan Ariya, um crossover 100% elétrico de alta performance.

A verdade é que a história da Nissan no mundo dos elétricos tem mais de uma década e a AWAY foi até ao Porto, a convite da Nissan, para tomar o primeiro contacto (ainda que estático) com este novo modelo da marca japonesa.

Como explicou Antonio Melica, diretor-geral da Nissan Portugal, quando em 2010 lançaram o Nissan Leaf, “o primeiro veículo produzido em massa de zero emissões”, a marca conseguiu “modificar o statuos quo com a criação da mobilidade elétrica de massa”.

O novo crossover 100% elétrico Nissan Ariya surge com a missão de começar a pavimentar o futuro de carbono neutro da marca japonesa que quer até 2050 ter um ciclo de produção sem emissões. Mas, mais do que isso, o Ariya é a resposta a um mercado que cada vez mais procura crossovers e veículos elétricos (VE).

Antonio Melica acredita que o lançamento do novo crossover vai ajudar a demonstrar o espaço que a Nissan quer ter no mundo automóvel. “Queremos capitalizar o ADN japonês, de uma marca desafiadora que quer aproveitar e crescer nestes dois territórios que são o dos crossovers e da mobilidade elétrica”, explica.

O novo Ariya é um carro que dificilmente deixa alguém indiferente. De acordo com a construtora de automóveis, o novo design com linhas suaves retrata o que é chamado de "Futurismo Japonês Intemporal" e que será a partir de agora a nova imagem da Nissan. O próprio logótipo redesenhado e a luz horizontal traseira de presença contribuem para o aspeto futurístico deste VE.

No interior, o tema continua. Dois ecrãs ajudam na navegação e os botões hápticos contribuem para uma utilização simples e quase semelhante à de um smartphone. De destacar o head-up display que surge no para-brisas com as mais variadas informações sobre a estrada e sobre a condução.

Vai chegar ao mercado português em quatro versões distintas. A versão mais simples é a Ariya 63 kWH com um motor elétrico de 160 kW e autonomia para 360 km.

A versão seguinte, batizada de Ariya 87 kWH, é a que tem mais autonomia, podendo percorrer 500 km com uma carga e o motor tem 178 kW.

As últimas duas versões, Ariya E-4ORCE e E-4ORCE Performance, têm um duplo motor com um sistema que gere a distribuição de energia entre o eixo da frente e de trás. A primeira versão tem um motor elétrico com 225 kW, o equivalente a 306 cavalos, e uma autonomia para até 460 km.

A segunda é a jóia da coroa e, para além de ter o motor elétrico mais potente, com 290 kW e 394 cavalos, chega dos zero aos 100 km/h em 5,1 segundos. Em termos de autonomia, o Ariya E-4ORCE Performance dá para até 400 km.

Apesar de ainda não haver qualquer indicação do preço da nova proposta 100% elétrica da marca nipónica, já se sabe que a pré-venda vai ficar disponível em janeiro de 2022 através do site da Nissan. Os primeiros carros vão ser entregues no início do ano. Resta agora aguardar pela materialização desta nova etapa do construtor japonês.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Portugal inova com projeto de reprodução de corais
Vê onde vão estar os radares da PSP em dezembro
Tecnologia Nissan e-Power nos novos Qashqai e X-Trail