Mobilidade

EUA investem 965 milhões de dólares em novos autocarros escolares elétricos

Número de candidaturas para a compra de autocarros fez com que agência americana quase duplicasse valor de apoios ao setor
Texto
Estados Unidos apostam em eletrificação de autocarros escolares
Estados Unidos apostam em eletrificação de autocarros escolares

A transição para autocarros escolares elétricos nos Estados Unidos vai ter um novo impulso com o aumento de verba para a aquisição destes veículos. A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla original) anunciou que vai aumentar a quantia disponível para 2022 de 500 milhões de dólares para 965 milhões de dólares (cerca de 989 milhões de euros).

A decisão surge como consequência do interesse que se têm visto em fazer a transição. De acordo com o comunicado da EPA, distritos escolares dos 50 estados americanos têm apresentado candidaturas ao Programa Autocarros Escolares Limpos de 2022.

Autocarros escolares elétricos (Foto: M. Casey/AP)

As candidaturas à verba fecharam em agosto e a EPA tem estado a analisar os pedidos. A lista de escolas que vão receber o apoio para a aquisição de novos autocarros elétricos deverá ser anunciada em outubro.

O Programa Autocarros Escolares Limpos da EPA teve início este ano e prevê um investimento total de 5 mil milhões de dólares em autocarros escolares com baixas emissões ou zero emissões nos próximos cinco anos.

Neste momento, a agência ambiental já anunciou que para o ano fiscal de 2023 vão ser disponibilizados mil milhões de dólares no âmbito do programa.

Nos estados Unidos, cerca de 25 milhões de crianças andam de autocarro todos os dias. Com este programa pretende-se acelerar a transição para autocarros com poucas emissões ou mesmo zero-emissões de forma a reduzir a poluição e melhorar a qualidade do ar.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Novo elétrico Citroën ë-C4 X chega a Portugal e já há preços
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana
Vê como um frango pode alimentar milhares de pessoas