Mobilidade

Sacrilégio ou sinal dos tempos: Dodge revela muscle car elétrico

Dodge Charger Daytona SRT Concept surge depois de a marca ter anunciado que iria descontinuar modelos Challenger e Charger
Texto

Depois de ter anunciado que iria descontinuar os modelos Challenger e Charger a combustível fóssil, a Dodge deu o seu primeiro passo oficial no mundo dos veículos elétricos com a apresentação do primeiro conceito de muscle car 100% elétrico da marca, o Dodge Charger Daytona SRT Concept.

As linhas do novo protótipo são semelhantes aos dos tradicionais muscle cars, carros potentes com um aspeto “musculado” que tiveram o seu auge nos anos 1960 e 1970 especialmente nos Estados Unidos, e a marca garante que a sensação de condução também se assemelha aos modelos Dodge. É no campo da tecnologia e da motorização que o novo Charger Daytona surpreende.

De acordo com o fabricante, há três características inovadoras que fazem com que este novo concept pisque o olho ao futuro. A asa frontal, batizada de R-Wing, ajuda a garantir uma maior eficiência aerodinâmica, e a transmissão multivelocidade eRupt garante a experiência eletromecânica da Dodge.

Talvez a característica mais interessante é o escape, um elemento estranho para um veículo elétrico. O barulho do motor é uma das partes mais relevantes de um muscle car, por isso, a Dodge instalou um escape com câmara Fratzonic que fornece um som de alto rendimento ao elétrico Charger Daytona SRT Concept.

Para garantir que o novo concept elétrico oferece um desempenho de alto rendimento, a Dodge desenvolveu um novo sistema de propulsão, batizado de Banshee, de 800 V, que, aliado à tração às quatro rodas, garante que o Charger Daytona SRT Concept seja mais rápido do que modelos como o Challenger SRT Hellcat.

Um botão permite mudar facilmente os modos de condução. Ao todo são quatro, o Auto, Sport, Track e Drag, que criam diferentes dinâmicas de condução e ambientes interiores, melhorando toda a experiência para quem vai ao volante.

O habitáculo é moderno ainda que inspirado no modelo Charger de 1968. O condutor tem acesso a um ecrã central de 12,3 polegadas, assim como a um head-up display que disponibiliza toda a informação adicional do veículo.

A experiência sensorial é garantida graças aos sons de elevado desempenho, aos displays e aos elementos de iluminação.

O Dodge Charger Daytona SRT Concept poderá até não chegar às estradas, mas demonstra como é possível garantir o futuro dos muscle cars da Dodge sem para isso ter de se sacrificar o ambiente.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares PSP. Todas as localizações para o mês de outubro
Preço dos combustíveis vai subir para a próxima semana. A nossa previsão aqui
Eletricidade e gás ficam mais caros dia 1 de outubro