Mobilidade

Venda de carros novos na Rússia está em colapso devido à Guerra na Ucrânia

Mercado a cair 60% e preço dos automóveis a subir 40% estão a provocar a ruína de muitos concessionários
Texto
Mercado automóvel na Rússia
Mercado automóvel na Rússia

As sanções impostas à Rússia, após a invasão à Ucrânia, provocaram uma forte desvalorização do rublo, a moeda local, bem como uma escalada de preços a nível interno como há muito não se via.

De acordo com a Bloomberg os automóveis e a tecnologia estão entre os produtos cujos valores mais inflacionaram no passado mês de março, com consequências imediatas na quebra de vendas.

Um dos maiores retalhistas automóveis locais, a Rolf, referiu que teve uma quebra de vendas da ordem dos 60% e haverá vários concessionários fechados e sem grandes possibilidades de voltarem a abrir.

Responsáveis da Rolf, citados pela agência noticiosa, estimam que os níveis de venda esperados para 2022 podem ser comparáveis, por exemplo, ao mercado espanhol, que tem menos de um terço da população da Rússia.

Por outro lado, dados da FSE (Federal Statistics Service) mostram que, em março, o preço de um automóvel novo importado aumentou em 24,2% (o preço dos automóveis deverá ter subido mais de 40% no acumulado desde janeiro), enquanto que o preço dos automóveis produzidos localmente aumentou 18,2%.

De acordo com a mesma fonte, a inflação na tecnologia está a revelar-se também um problema com as televisões (24,2%), os aspiradores domésticos (22,5%) e os smartphones (13,8%) entre as maiores subidas.

(Foto: Slon Kashe, Azamat Hatypov/Unsplash)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa