Mobilidade

BYD investe 13 mil milhões de euros em automóveis inteligentes

Marca chinesa acredita que sistemas inteligentes vão ser o próximo campo de batalha para a indústria
Texto
BYD (foto: Eugene Hoshiko/AP)
BYD (foto: Eugene Hoshiko/AP)

A maior fabricante de veículos elétricos do mundo, a BYD, vai investir o equivalente a cerca de 13 mil milhões de euros no desenvolvimento de carros inteligentes, informou o portal de notícias de negócios Yicai.

A notícia foi revelada esta semana pelo fundador e CEO do fabricante chinês de automóveis, Wang Chuanfu, que não referiu um prazo ou outros detalhes sobre o investimento, mas disse que, depois da eletrificação, os sistemas inteligentes vão ser o próximo campo de batalha para a indústria.

Entre os 90.000 funcionários da empresa, cerca de 4000 estão dedicados à condução inteligente, dos quais três quartos são programadores e os restantes são engenheiros de equipamento e algoritmos.

Durante um evento corporativo na terça-feira, 16 de janeiro, Wang apresentou o sistema de condução inteligente da BYD, o Xuanji, que integra tecnologias relacionadas com a inteligência artificial (IA), redes de quinta geração (5G) ou funções de painel de instrumentos inteligentes, permitindo que o veículo perceba mudanças no ambiente interior e exterior e faça ajustes em tempo real para melhorar a segurança e o conforto.

Uma das razões pelas quais as marcas chinesas estão a ganhar tração no mercado dos elétricos é devido ao foco em sistemas inteligentes e painéis digitais, prestando atenção a recursos como controlos de voz, reconhecimento facial, estacionamento automático e compatibilidade com telemóveis.

"A BYD, conhecida pelas suas baterias de alta qualidade, está a tentar recuperar o atraso [neste domínio] em relação a rivais nacionais como a Nio e a Xpeng. Por isso, está a investir fortemente em [sistemas] inteligentes para manter o ritmo de crescimento das vendas", afirmou Cao Hua, parceiro da Unity Asset Management, citado pelo South China Morning Post, um jornal de Hong Kong.

Mais de 57% dos veículos que a BYD vendeu em 2023 estavam equipados com sistemas de condução inteligentes, e a empresa espera que esse número aumente no atual ano fiscal, durante o qual lançará mais de uma dúzia de modelos equipados com sensores LiDAR, que detetam e medem distâncias usando um feixe de laser pulsado.

No início deste mês foi anunciado que a BYD ultrapassou a Tesla como o maior vendedor mundial de carros elétricos no quarto trimestre de 2023.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Dicas para enfrentar o frio sem gastar muito dinheiro
Um dos relógios mais sustentáveis é feito com materiais reciclados
E se pudesses comer a colher? Esta é em bolacha impressa em 3D