Energia

Governo vai adiar atualização da taxa de carbono nos combustíveis

O anúncio foi feito por João Galamba que refere que a razão que levou ao adiamento da taxa em dezembro ainda se mantém
João Galamba, secretário de Estado adjunto e da Energia (fotomontagem/arquivo)
João Galamba, secretário de Estado adjunto e da Energia (fotomontagem/arquivo)

A atualização da taxa de carbono nos combustíveis, que está congelada até final de março, vai ser novamente adiada.

Foi na conferência “A guerra na Europa e o choque energético”, promovida pelo jornal online ECO, que João Galamba, secretário de Estado adjunto e da Energia, anunciou o adiamento, justificando o porquê da decisão:

“A razão que levou ao seu adiamento há uns meses mantém-se”, referiu João Galamba.

A portaria que suspendeu a atualização da taxa de carbono nos combustíveis, até 31 de março de 2022, foi publicada em Diário da República em dezembro. Na altura, o Governo justificou a medida referindo que, sem ela, os combustíveis ficaram mais caros cinco cêntimos por litro logo nos primeiros dias do ano.

O Governo também já tinha anunciado que iria manter o desconto no imposto sobre os combustíveis (ISP) de dois cêntimos por litro na gasolina e de um cêntimo por litro no gasóleo por mais três meses, até 30 de abril.

Esta medida, também excecional e temporária, deveria terminar dia 31 de janeiro, mas uma portaria conjunta dos ministros de Estado e das Finanças, João Leão, e do Ambiente e da Ação Climática, Matos Fernandes, publicada em Diário da República, prorrogou a mesma.

 

Continuar a ler
Home
Novos radares em Lisboa dia 01 de junho. Sabe aqui onde estão
Cuidado com o calor. Vêm aí máximas de 35 graus!
Sabias que há cidades que podem contribuir para a tua saúde?