Energia

Aprovado: UE proíbe venda de veículos a gasóleo ou gasolina após 2035

Contra a vontade de Portugal, que insistiu na manutenção de veículos híbridos até 2040, foi aprovada a proibição de venda de veículos que não cumpram norma zero de poluição
Poluição (foto: Michel Euler/Associated Press)
Poluição (foto: Michel Euler/Associated Press)

É o fim anunciado da venda de carros novos a gasolina ou gasóleo. Os 27 Estados-membros da União Europeia (EU) aprovaram na passada terça-feira à noite um plano que irá impedir a venda de veículos novos movidos exclusivamente a combustão ou que não cumpram as zero emissões de CO2.

A medida aprovada tem como objetivo reduzir para zero as emissões de dióxido de carbono (CO2) dos automóveis novos a partir de 2035.

A pedido de alguns países, como o caso da Alemanha e Itália, ficou ainda em aberto a possibilidade de permitir a venda de veículos com tecnologias alternativas, tais como combustíveis de origem sintética ou os veículos híbridos plug-in, desde que estes sejam capazes de eliminar completamente as emissões de gases com efeito de estufa.

Esta medida vai contra as intenções do grupo dos cinco países, que incluía Portugal, Itália, Roménia e Bulgária, que pretendiam que a Comissão Europeia estendesse o prazo por mais cinco anos (até 2040).

A respeito deste intenção, à saída do último Conselho Europeu, realizado em Bruxelas na semana passada, o primeiro-ministro António Costa sublinhava que a sua pretensão era que fosse possível a países como Portugal reduzir essa permissão para 90% de corte de emissões, até 2040, de forma a permitir as famílias adaptarem-se à transição.

É agora de esperar que os diversos países anunciem de que forma pretendem cumprir esta determinação europeia.

Continuar a ler
Home
Preço dos combustíveis para a próxima semana com nova descida
E-bike analisa o nível de poluição no ar enquanto pedalas
E se fosses de balão ao espaço? Descobre aqui o preço de uma viagem de 6 horas