Cidades

Paris investe 250 milhões de euros em ciclovias e parques para bicicletas até 2026

Capital francesa tenta fazer frente à poluição causada pela circulação automóvel com estratégia de mobilidade que prioriza peões e ciclistas
Paris totalmente "ciclável" até 2026
Paris totalmente "ciclável" até 2026
PUB

A atravessar uma importante fase de mudança no que à mobilidade diz respeito, a cidade de Paris vai privilegiar a circulação em bicicleta por intermédio de um investimento de 250 milhões de euros. Tendo como objetivo ser “totalmente ciclável” até 2026, a capital francesa irá melhorar as suas infraestruturas destinadas a ciclistas, nomeadamente com a criação de mais lugares de estacionamento e mais ciclovias.

O plano considerado pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Paris para a transformação urbana, David Belliard, como essencial para a transformação ecológica que está a ser operada na cidade, contempla mais de 70 mil lugares de estacionamento para bicicletas, dos quais 40 mil estarão localizados perto de estações ferroviárias e 1000 serão exclusivos para bicicletas de carga. Há ainda a expetativa de que o setor privado seja responsável pela criação de perto de 50 mil lugares adicionais.

PUB

A estratégia de mobilidade centrada na bicicleta é, na verdade, parte de um planeamento para a circulação em Paris bastante mais abrangente, o qual tem contado com especial entusiasmo por parte da presidente da câmara, Anne Hidalgo.

PUB
PUB
Ver também: vel. máxima limitada a 30 km/h
PUB

A espanhola de nascimento, que é também a primeira mulher a liderar os destinos da cidade, tem defendido um modelo que prioriza peões e ciclistas. Daí que tenha introduzido algumas medidas como forma de combater a poluição atmosférica, nomeadamente a proibição de circulação de automóveis e transportes gratuitos no primeiro domingo de cada mês; o aumento do preço dos parquímetros; a conversão de algumas zonas de circulação automóvel em espaços verdes.

Uma das medidas mais recentes foi a introdução de um limite de velocidade de 30 km/h em quase todas as ruas da capital. Desta forma, Anne Hidalgo e a sua equipa pretendem aumentar a segurança do tráfego, criar mais espaço para ciclistas, e contribuir para um melhor ambiente.

 

Continuar a ler
Home
Cidades
Novas cidades no mundo fazem disparar investimentos
Mobilidade
Veículo elétrico: Stress ou anti-stress?
Evasão
Sugestão de viagem: os 10 castelos mais visitados