Energia

Hidrogénio verde na rede nacional de gás até ao final de 2023

REN iniciou mais uma etapa para a introdução de hidrogénio na rede de transporte de gás
Texto
REN incia operação que levará hidrogénio à rede de gás (foto: divulgação)
REN incia operação que levará hidrogénio à rede de gás (foto: divulgação)

O transporte de hidrogénio verde na rede de distribuição de gás é um passo importante para a operacionalização dos projetos que pretendem levar esta energia renovável até aos clientes.

A REN – Redes Energéticas Nacionais iniciou a remodelação de aparelhos que irão contribuir para que as infraestruturas de distribuição de gás possam transportar hidrogénio. A remodelação desses aparelhos, denominados de cromatógrafos - equipamentos que permitem medir a qualidade do gás transportado na rede -, é o primeiro passo para poder assegurar um transporte de hidrogénio na Rede Nacional de Transporte de Gás (RNTG).

Em comunicado de imprensa a REN divulgou que irá realizar a intervenção de adaptação de características a 16 cromatógrafos o que deverá permitir obter certificação, até ao final do presente ano, para receber e transportar até um máximo de 10% de hidrogénio. Esta operação segue-se aos estudos técnicos iniciados em 2022, no quadro do Programa H2REN.

gasoduto - away
Gasoduto REN, Bucelas - imagem ilustrativa (foto: divulgação)

Estas primeiras alterações serão, numa primeira fase, alvo de um período de observação e monitorização de desempenho, com recurso quer aos dados convencionalmente teletransmitidos para o Despacho, quer através de acessos remotos.

Estas modificações que a REN está a realizar terão ainda um impacto positivo na redução do consumo de Hélio (em substituição por Árgon). A importância acrescida advém do facto do Hélio ser um gás muito raro na atmosfera, não-renovável, imprescindível em pesquisas científicas e também aplicado em tecnologias como as ressonâncias nucleares magnéticas, as espectroscopias de massa, bem como na produção de fibras óticas e de chips de computador.

A descarbonização das infraestruturas de gás é um dos objetivos estratégicos da política energética portuguesa e a estratégia da REN para os gases renováveis passa por fortalecer a adaptação das infraestruturas existentes para acomodar estes gases e o desenvolvimento de infraestruturas 100% hidrogénio.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Aproveita o calor de forma segura: 6 dicas para te protegeres do sol
Borras de café vão ser usadas para dar vida a solos lisboetas
Projeto português cria vidro que produz eletricidade a partir da luz solar